Colômbia x Equador

Cardona leva a Colômbia ao ataque e o lateral-direito equatoriano Paredes tenta alcançá-lo (Foto: LUIS ACOSTA/AFP)

RADAR/LANCE!
29/03/2016
19:36
Barranquilla (COL)

Sob forte calor em Barranquilla, nesta terça-feira, a Colômbia derrotou o Equador por 3 a 1 e chegou aos dez pontos nas Eliminatórias da América do Sul para a Copa do Mundo de 2018. Os gols colombianos foram do atacante Bacca (dois, um em cada tempo) e Pérez. Arroyo, no finzinho, fez o gol equatoriano, que sentiu a ausência de dois jogadores importantes: Bolaños e Caicedo, machucados.

Além da vitória, a torcida colombiana saiu bastante animada com a atuação de seu astro, James Rodríguez. O camisa 10 se movimentou bem, puxou a maioria dos ataques, criou oportunidades e teve participação decisiva nos dois gols de Bacca, fazendo uma das suas melhores partidas pela Seleção desde a Copa-2014. Com a derrota, o Equador - que perdeu uma invencibilidade de sete jogos - segue com 13 pontos.

A Colômbia começou com Cardona no time titular, sendo o camisa 8 o responsável em puxar os ataques pela esquerda. Embora o Equador, que teve a volta do excelente lateral-direito Paredes, tenha criado a primeira oportunidade num chute de Enner Valencia que o goleiro colombiano Ospina defendeu bem, a Colômbia era a melhor. O volante Cuadrado se destacava quando caía pela direita e James Rodríguez estava inspirado. O 10 voltava para buscar o jogo e, mesmo sem espaço, ditava os ataques da seleção da casa. Depois de arriscar um chute de longe bem defendido pelo goleiro Domínguez, aos 15 ele encontrou Bacca bem colocado na área. Este saiu da marcação de Erazo e bateu sem chance de defesa: Colômbia 1 a 0.

Animada, a Colômbia teve tudo para ampliar. Bacca, aos 22, após ótima troca de passes de todo o ataque, chutou para defesa de Domínguez. E se não fosse o goleiro, o Equador teria levado o segundo gol com o endiabrado James Rodríguez, que apareceu bem em três oportunidades. Na primeira, o jogador do Real Madrid caiu pela esquerda, levou até a entrada da área e chutou para defesaço de Domínguez. Na segunda, recebeu livre na área, mas o goleirão conseguiu fechar o ângulo e salvar mais uma vez. Na terceira, num contra-ataque que ele mesmo iniciou, James chutou rente ao travessão.

Logo no início do segundo tempo, Cardona recebeu pela esquerda, aproveitou a falha de marcação de Paredes, cortou Achilier e cruzou para Cardona voar e dar um toquinho (muito parecido com o lance do gol de Douglas Costa contra o Uruguai). A bola bateu na trave esquerda de Domíguez antes de entrar.

Com apenas Noboa tentando criar algo, ainda assim o Equador passou a ter maior posse de bola e chegou a chutar no travessão. Mas a eficácia era colombiana. Aos 22, James Rodríguez voltou a fazer a diferença. Deu passe em profundidade para Cuadrado, pela direita. O jogador da Juventus de Turim tocou para o meio da área e Bacca, bem colocado, mandou para o gol.
O resultado garantido para a Colômbia e as muitas substituições fizeram o jogo cair muito nos minutos finais. Ainda assim o Equador descontou numa bonita cobrança de falta de Arroyo.


COLÔMBIA 3 X 1 EQUADOR
6ª Rodada das Eliminatórias da América do Sul
Local: Metropolitano Roberto Meléndez, Barranquilla (COL)
Data-Hora: 28/3/2016 - 17h30 (de Brasília)
Árbitro: Enrique Osses Zencovich (Chile)
Auxiliares: Carlos Cárdenas (Chile) e Christian Alonso (Chile)

Cartões amarelos: Cuadrado e Cuellar (COL), Antonio Valencia  e Enner Valencia, Quiñónez, Arroyo (EQU)
Gols: Bacca, 15'/1ºT (1-0); Pérez, 2'/2ºT (2-0); Bacca, 22'/2ºT (3-0); Arroyo, 44'/2ºT (3-1)

COLÔMBIA: Ospina; Arias, Zapata, Murillo e Díaz; Pérez (Cuellar, 38'/2ºT), Torres, Cuadrado (M.  Moreno, 40'/2ºT) e Cardona; Rodríguez e Bacca (Adrian Ramos, 33'/2ºT). Técnico: José Pekerman

EQUADOR: Domínguez; Paredes, Erazo, Achilier e Ayoví; Noboa (Gaibor, 37'/2ºT), Quiñónez, Antonio Valencia e Montero (Arroyo, 14'/2ºT); Mena (Jaime Ayoví, 29'/2ºT) e Enner Valencia. Técnico: Gustavo Quinteros.