Luiz Felipe Scolari - Guangzhou Evergrande campeão da Ásia (Foto: Divulgação)

Guangzhou Evergrande é o atual campeão da Ásia (Foto: Divulgação)

LANCE!
04/03/2016
08:00
Guangzhou (CHN)

O Campeonato Chinês, que tem o nome de Super Liga Chinesa, é disputado no mesmo modelo que as principais ligas do mundo: em pontos corridos. São 16 times que jogam entre si em turno e returno. No final, o primeiro da tabela é o campeão.

A competição também dá vaga para torneios internacionais. Os três primeiros colocados se classificam para a Liga dos Campeões da Ásia. Já os dois piores times da competição acabam rebaixados para a Segunda Divisão. Eles dão lugar ao campeão e o vice da "segundona" chinesa.

Tardelli (Foto: Divulgação)
Shandong está na Liga dos Campeões da Ásia (Foto: Divulgação)

A Super Liga Chinesa começou em 2004, substituindo a Liga J-Jia-A. No mesmo ano, também foram criadas a China League One e China League Two, Segunda e Terceira Divisões, respectivamente.

O maior campeão da Super Liga é o Guangzhou Evergrande, que conquistou cinco títulos - nos últimos cinco campeonatos. A equipe, comandada pelo técnico Luiz Felipe Scolari, também é bicampeã da Liga dos Campeões da Ásia.

Com os times abrindo os cofres para contratar, esta promete ser uma temporada bem disputada do Campeonato Chinês. Ao todo, serão 80 estrangeiros nos campos chineses. Destes, 22 são brasileiros. Como destaques estão Renato Augusto, Gil e Ralf, jogadores que foram campeões brasileiros pelo Corinthians em 2015. Além deles, ainda tem grandes nomes que vieram do futebol europeu, como Alex Teixeira, Ramires, Lavezzi, Jackson Martínez e Gervinho.

CHINA LEAGUE ONE

Os grandes investimentos não ficaram só por conta dos times da Super Liga Chinesa. Times da Segunda Divisão do país também gastaram milhões se reforçando, como é o caso do Tianjin Quanjian, equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo. Em busca do acesso à elite, Luxa pediu a contratação de Luis Fabiano, Jadson e Geuvânio.

Vanderlei Luxemburgo
Luxa é o técnico do Tianjin (Foto: Marcelo Zambrano / Light Press)

Fabuloso não custou nada ao time chinês, já que seu contrato com o São Paulo havia terminado. Já o meia ex-Corinthians, que foi eleito um dos melhores meias do último Campeonato Brasileiro, foi comprado por 5 milhões de euros (cerca de R$ 21 milhões). Já a promessa do Santos acabou vendida pelo Peixe por 11 milhões de euros (cerca de R$ 48 milhões).