Maquete do Nou Camp Nou

Maquete do Nou Camp Nou (Foto: Divulgação)

LANCE!
21/04/2016
09:51
Barcelona (ESP)

Com a crise dentro de campo amenizada após a goleada por 8 a 0 sobre o La Coruña nesta quarta-feira, o Barcelona aproveitou o dia seguinte para fazer a cerimônia de apresentação do novo Camp Nou com um ar mais leve. Em parceria com a Nikken Sekkei + Pascual-Ausió Arquitectes, vencedores do concurso do projeto que vai dar vida ao estádio, a futura casa do Barça foi mostrada, com a presença de astros como Iniesta, Messi, Mascherano e Busquets. A maquete chegou do Japão, onde fica o estúdio vencedor, em 20 caixas, e o patrocinador vai bancar parte das obras.

- O clube dá um passo muito importante em sua história. Um estádio assim é uma grandíssima notícia para todos. Cada um poderá desfrutar do estádio de uma forma diferente. Eu, jogando? Não jogando... - brincou Iniesta, lembrando que o Nou Camp Nou ficará pronto apenas em 2021/22.

Durante a cerimônia, Josep Maria Bartomeu, presidente do Barcelona, falou da importância de fazer essa ampla reforma do Camp Nou. Ele lembrou que a antiga estrutura resistiu o máximo de tempo possível, mas que chegou a hora de mudar.


- Faz 66 anos do primeiro referendo para a construção do Camp Nou atual. O estádio envelheceu. Foi o melhor estádio do mundo, mas já não é. O Camp Nou atual já não se pode melhorar. Cerca de 40% do estádio não foi tocado desde a sua inauguração - disse o dirigente:

- Os jogadores terão a melhor instalação para jogar futebol. Barcelona e (o bairro) Les Corts aproveitarão de um espaço aberto, novo. Será um novo ícone de Barcelona. É um projeto do Barça e um motor econômico para a cidade.

Jordi Moix, responsável pelo "Espai Barça", garantiu que não será necessário o time sair de casa durante as obras. A intenção é que ele esteja completamente remodelado para a temporada 2021/22. Mas, em alguns momentos, a capacidade será reduzida.

- Queríamos um estádio mais democrático e aumentar os serviços. Não vamos fazer fachadas, nossa melhor característica é abrir o melhor do campo ao exterior. Não deixaremos de jogar nenhuma partida aqui - disse.

Segundo o comunicado do clube, o projeto se destaca por ser aberto, elegante, sereno, atemporal, mediterrâneo e democrático. A intenção inicial também era de manter a identidade de um estádio emblemático. O Nou Camp Nou vai poder receber até 105 mil pessoas.

É ainda provável que o Barcelona acabe vendendo os naming rights. Não foi divulgado o preço da reforma, mas é possível que a negociação aconteça em breve. A Qatar Airways, atual patrocinadora master da equipe, é uma das candidatas. Segundo informações da imprensa espanhola veiculadas nos últimos meses, o Barça pretende receber entre 20 e 35 milhões de euros (R$ 82,6 e R$ 144,6 milhões) por ano, e fazer um contrato para 20 a 30 temporadas.

Na primeira fase da obra, a atual capacidade de pouco mais de 99 mil vai cair para 85 mil, mas logo no início da temporada de 2017/18, sobe para 95 mil. Na pré-temporada seguinte volta a descer para a casa dos 80 mil, mas logo vai até superar os 100 mil, mas não muito. Em 2019/20, o Camp Nou vai passar a temporada recebendo 94 mil pessoas, mas no ano seguinte já vai para o seu tamanho final, capaz de receber 105 mil torcedores. Na última etapa será construída a cobertura.