Desembarque Fluminense

Atacante Fred, capitão do Fluminense, falou do momento difícil pelo qual passa o clube (Foto: Patrick Monteiro)

Patrick Monteiro
25/02/2016
15:13
Rio de Janeiro (RJ)

Aguardando o anúncio oficial da demissão de seu treinador (Eduardo Baptista), os jogadores do Fluminense desembarcaram no aeroporto Santos Dumont, na tarde desta quinta-feira. Após duas derrotas em clássicos (Flamengo e Botafogo), o Tricolor retornou ao Rio de Janeiro com a bagagem vazia de pontos, mas cheia de problemas. Líder do elenco, o artilheiro do Campeonato Carioca, Fred, comentou a fase desfavorável que a equipe vem enfrentando.

- É aguardar o presidente anunciar, a diretoria... O que nós jogadores temos que concentrar e focar é no nosso campo, que não está bom. Os resultados estão aí para comprovar isso. Mas Deus tem sido bom para a gente, pois, mesmo com as derrotas, os tropeços, com a nossa desorganização dentro e campo, nós jogadores ainda estamos na zona de classificação (para a próxima fase do Campeonato Carioca). Vamos ter duas finais agora para enfrentarmos (últimas rodadas da fase inicial do Estadual). Ganhando esses jogos, vamos começar um novo campeonato. Temos que buscar uma reação e imediata. O momento delicado existe, queira ou não queira tem uma pequena crise instalada com a gente. Mas, nesses momentos de dificuldades, a gente encontra força e, quando a gente sair essa situação complicada, vamos sair muito mais fortalecidos - disse o capitão tricolor.

Nesta manhã, a notícia de que Eduardo Baptista teria sido demitido do cargo movimentou as Laranjeiras. O clube, entretanto, ainda não oficializou a possível decisão. As únicas certezas foram a saída de Mário Bittencourt (vice-presidente de futebol) e o afastamento do diretor e futebol, Fernando Simone, por 30 dias, ambos anunciados pelo Tricolor.

- Ainda não falaram nada para a gente. Estamos esperando, Ninguém está falando nada, está todo mundo muito triste. Foram ois clássicos. A gente fica mastigando esses resultados negativos que deixam a situação muito triste - ponderou o camisa 9, que reconheceu a necessidade de união do grupo para superar as adversidades.,

- A situação é essa: nós estamos num momento delicado, e a decisão que for tomada nós vamos fazer de tudo para se juntar o máximo possível para sairmos desse momento de dificuldade - finalizou.

Quarto colocado do Grupo A - limite da zona de classificação -, o Fluminense volta a campo somente na próxima quarta-feira. O duelo será contra o Friburguense, no Eduardo Guinle, às 21h45, pela penúltima rodada da primeira fase.
.