LANCE!
07/11/2016
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

Ao anunciar a demissão de Levir Culpi, neste domingo após a derrota do Fluminense por 4 a 2 para o Cruzeiro, Peter Siemsen deu algumas dicas a Marcão, que comandará o time nas quatro rodadas finais do Brasileirão. 

O presidente afirmou que o clima no vestiário do Mineirão era muito ruim após a derrota, e a aposta no Marcão pode se dar por isso também. O ex-jogador faz parte da comissão técnica fixa do Fluminense desde o início de 2014 e tem boa relação com o elenco, que pode ser observada nos treinos. 

Ex-volante e ídolo do Tricolor, Marcão terá a companhia de Matheus Costa como auxiliar técnico. Até então, Matheus ocupava o cargo de observador técnico no Fluminense.

Além de Levir Culpi, o auxiliar Luiz Matter e o preparador Rodolfo Mehl também deixam a comissão técnica do Flu

O presidente foi além e criticou a forma ofensiva que Levir Culpi deixava, em algumas oportunidades, a equipe do Fluminense. Na visão de Peter Siemsen, esta formação foi, em parte, culpada pela sequência de resultados ruins no Campeonato Brasileiro. Já são seis rodadas sem vitórias.

- Vamos trabalhar preparar o psicológico, melhorar o físico, estudar bastante a forma de jogo. Está nítido que o Fluminense precisa de um bloqueio melhor, um bloqueio na intermediária mais forte. O Fluminense tem bons jogadores de velocidade, a gente tem encaixado contra-ataques nos últimos jogos com qualidade, mas tem perdido o controle do jogo quando abrimos mão dos três volantes ou dos atacantes que marcam a saída de jogo - disse Peter Siemsen.