Campeonato Carioca - Tigres x Fluminense (foto:Paulo Sergio/LANCE!Press)

Contra o Tigres, Osvaldo precisou de dez minutos em campo para marcar (foto:Paulo Sergio/LANCE!Press)

Vinícius Britto
16/02/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Em busca de espaço. Depois de um 2015 com lesões e readaptação ao futebol brasileiro, Osvaldo inicia a temporada almejando a posição de titular no Fluminense. E nada melhor do que voltando a balançar as redes: contra o Tigres, o atacante precisou de 10 minutos em campo para marcar o terceiro gol tricolor na goleada de 4 a 0.  Ao LANCE!, o atacante admitiu estar se sentindo mais confiante esse ano. Com uma pré-temporada completa no Fluminense - ele chegou no meio do ano passado, vindo do futebol árabe - Osvaldo diz estar se sentindo melhor e espera ter uma maior sequência nesta temporada.

- A pré-temporada que eu fiz foi muito boa. O período de 15 dias de treinamentos foi o que me faltou no ano passado. Eu não tive esse tempo. Agora, estou me sentindo mais solto e melhor fisicamente. Mas é aquela historia. Preciso de uma sequência para readquirir minha forma física. Espero que agora, depois desse gol, eu possa ter mais chances entre os titulares e deslanchar de vez pelo Fluminense - destacou o jogador.

Osvaldo lembrou também das lesões no seu início de trajetória no Fluminense. Ele culpou os seis meses que passou no futebol árabe - onde o futebol é menos corrido e puxado - pelo fato de ter voltado ao Brasil e não se readaptado logo de cara. Além disso, o atacante também projetou voltar a ser o jogador que chegou a ser convocado para a Seleção Brasileira em 2013:

- Quando voltei do futebol árabe para o Fluminense, cheguei ao clube e, em um curto período de tempo, já fui para as partidas. E aqui no Brasil o futebol é mais corrido, puxado, e por isso o músculo sentiu um pouco. Minha última lesão tinha sido em 2012, não costumava me lesionar. E isto quebrou a sequência que eu vinha tendo. Agora é continuar trabalhando para voltar a ser aquele Osvaldo que chegou a Seleção Brasileira - contou o jogador ao LANCE!

No 4-2-3-1 de Baptista, Osvaldo disputaria posição na trinca de meias que vem de trás. Ele lembrou que tem como característica um estilo de jogo mais solto - jogando assim, viveu sua melhor fase, tanto no Ceará quanto no São Paulo - mas destacou que não vê problema em cumprir outras funções na equipe:

- Sou um jogador que sempre gostei de jogar solto. Foi assim no Ceará e no São Paulo: sem ter uma posição fixa. Mas o Eduardo tem sempre pedido uma postura tática da equipe. Sempre tem um jogador ocupando o lado esquerdo e outro na direita. E é aonde eu gosto de atuar. Para mim, não será problema nenhum jogar nesse esquema atual - destacou o camisa 17.

Pressionado, Eduardo Baptista não é unanimidade na alta cúpula tricolor. Mas tem o apoio do elenco. E Osvaldo foi outro jogador que saiu em defesa do técnico. Segundo ele, a cobrança por uma sequência ruim de resultados sempre acaba caindo no treinador e usou como exemplos Muricy e Tite:

- O Eduardo é um cara estudioso da bola. Trabalha muito bem a parte tática. Lógico que, quando o resultado não vem, a cobrança sempre existe. É assim com o Muricy, que é tricampeão brasileiro, com o próprio Tite, no Corinthians durante o ano passado... quando o resultado não vem, a pressão sempre cai em cima do treinador. O que podemos fazer é continuar tendo essa sequência boa de resultados para afastar a desconfiança no Eduardo e no próprio elenco.

O próximo compromisso do Flu é contra o Cruzeiro, no Mineirão, pela Primeira Liga. Sem Fred, suspenso por cinco jogos, fica a dúvida em relação a quem Eduardo irá escalar na frente. Contra o Vasco, no ano passado, Fred não esteve disponível e Baptista escalou Osvaldo como centroavante. Ele deixou na mão do treinador a decisão, mas lembrou que prefere atuar vindo mais de trás.

- Eu cheguei a joguei algumas vezes nessa posição de centroavante na Arábia também. Não é o meu ponto forte, porque gosto de vir de trás com a bola. Mas vou deixar para o professor decidir. Quem entrar, vai dar o melhor para substituir a altura o Fred - completou o atacante.