Bernardo Coimbra
08/11/2015
10:20
Rio de Janeiro (RJ)

Vamos esquecer o resultado de ontem à noite no Maracanã e a derrota para a Chapecoense (mais uma). Já praticamente livre da queda (só uma catástrofe rebaixa o Fluminense), o Tricolor tem mais quatro jogos pela frente no Campeonato Brasileiro, mas o pensamento já está no próximo ano.

E pensando em 2016, vale destacar alguns prós e contras no elenco comandado pelo técnico Eduardo Baptista.

Gum fez muito pelo Fluminense, é bicampeão brasileiro (2010 e 2012), mas seu momento é muito ruim. Não acredito que voltará a ser o zagueiro que a torcida apelidou de ‘Guerreiro’.

Jonathan pode ser uma boa opção na lateral direita. Mesmo longe da forma ideal, fez uma partida boa para quem não joga há quase um ano. A ideia é ganhar mais ritmo de jogo nas próximas partidas, realizar uma boa pré-temporada e ser muito útil em 2016.

No meio campo, Jean e Cícero, caso permaneçam, vão ser de grande valia. Pierre segue na mesma linha dos outros dois volantes. Gustavo Scarpa tem tudo para brilhar novamente com a camisa 40 do Fluminense na próxima temporada. Gerson, já negociado com a Roma, da Itália, não fará falta.

Na frente, apenas Fred e Marcos Junior deram conta do recado. Vinícius começou bem, mas foi prejudicado pelas contusões. Ainda assim, se realmente continuar nas Laranjeiras, será, no mínimo, uma boa opção no banco de reservas.

Por fim, Magno Alves, Osvaldo de Wellington Paulista definitivamente não mostraram ao que vieram no Fluminense.

No mais, torcedor tricolor, é acompanhar os quatro jogos restantes do Campeonato Brasileiro, contra Grêmio, Avaí, Internacional e Figueirense, ver a equipe buscar, pelo menos, uma posição ‘honrosa’ na competição e esperar a próxima temporada.