Ronaldinho Gaúcho

A partida contra o Goiás foi a última do meia Ronaldinho Gaúcho com a camisa do Fluminense (Foto: Nelson Perez/Fluminense FC)

Bernardo Coimbra e Patrick Monteiro
02/01/2016
15:31
Rio de Janeiro (RJ)

Pensando em internacionalizar a marca do Fluminense, a diretoria acertou com Ronaldinho Gaúcho para o jogador, que rescindiu contrato com o clube em setembro, defender o Tricolor na Florida Cup, nos Estados Unidos. Porém, a volta de R10 se resumirá em dois jogos, não precisando participar dos treinamentos, e algumas ações de marketing. De acordo com o irmão e empresário do jogador, Roberto Assis, o melhor do mundo em 2004 e 2005 não viajará com a delegação carioca para a Flórida, na manhã de terça-feira.

- Ele vai participar de algumas atividade com o Fluminense, como algumas presenças em alguns eventos já previstos pelo clube, e vai para os jogos - explicou Assis, ao LANCE!

Mas os minutos em cena do camisa 10 devem valer a pena para o torcedor tricolor que acompanhar a saga nos Estados Unidos. O irmão do atleta garante que ele estará em condições semelhantes às dos companheiros.

- Está treinando, tranquilo de boa, sem problema nenhum, sem nenhuma lesão. E, como é início de temporada, talvez (o condicionamento) seja muito parecido com o dos outros atletas - disse o agente.

O Fluminense estreia na Florida Cup no dia 17 de janeiro, às 14h (de Brasília), no ESPN Wide World of Sports Complex, diante do time ucraniano do Shakhtar. Três dias depois, faz o duelo caseiro com o Internacional, às 18h45 (de Brasília), no Fort Lauderdale, em Lockhart.

Relembre a pequena trajetória de R10 no Fluminense

Um dos principais reforços do Tricolor para temporada 2015, Ronaldinho Gaúcho chegou ao Fluminense em julho e deixou o clube após nove jogos (sete pelo Campeonato Brasileiro e dois pela Copa do Brasil) e nenhum gol marcado. O camisa 10 fez a sua estreia na vitória sobre o Grêmio, por 1 a 0, no dia 1º de agosto, pela 16ª rodada do Brasileiro. Na sequência, o jogador atuou nas derrotas para Avaí e Internacional, ambas por 1 a 0, e nas vitórias sobre Figueirense e Paysandu, todas por 2 a 1.

Com um futebol abaixo do esperado, Ronaldinho foi poupado para aprimorar a forma física e não enfrentou Joinville e Paysandu, retornando na derrota para o Atlético-MG por 2 a 1 (30 de agosto), no Maracanã, quando saiu de campo vaiado ao ser substituído. Novamente afastado, o camisa 10 ficou fora contra o Corinthians, deveria retornar no Fla-Flu, mas uma virose mal explicada o tirou do clássico já no vestiário do Maracanã e dos compromissos contra Coritiba e Sport.

Novamente relacionado, Ronaldinho ficou no banco contra o Palmeiras e não entrou em campo. A goleada por 4 a 1 ocasionou a demissão do técnico Enderson Moreira. Ele seguiu como opção contra Ponte Preta e Grêmio, mas em ambos os jogos entrou no segundo tempo. No que acabou sendo sua última partida pelo Fluminense, R10 foi titular na vitória sobre o Goiás (26/09), mas saiu no intervalo, dando lugar a Marcos Junior.