icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/08/2015
10:04

O gol marcado diante do Paysandu fez com que o atacante Magno Alves atingisse uma marca histórica com a camisa do Fluminense. Com 39 anos, ele superou Romário (que tinha 38 quando balançou as redes no Flu pela última vez) e se tornou o jogador mais velho a marcar um gol pelo Tricolor. Este levantamento foi feito pelo levantamento feito pelo historiador João Boltshauser.

– A curiosidade é que se trata de uma marca que deve durar por muito tempo, porque é difícil de ser superada por outro jogador. É bacana ter um jogador como ele no elenco hoje em dia. Tem uma grande história no clube – disse João Boltshauser ao site oficial do clube.

Após o jogo, o atacante falou sobre o fim do jejum de dez jogos sem balançar as redes e ressaltou que já vinha se cobrando muito para que isto acontecesse.

– Todo atacante gosta de marcar. Essa cobrança parte primeiramente de mim. Não tem coisa melhor do que comemorar com a torcida e ter a família por perto – disse o Magnata após a partida.

O gol marcado diante do Paysandu fez com que o atacante Magno Alves atingisse uma marca histórica com a camisa do Fluminense. Com 39 anos, ele superou Romário (que tinha 38 quando balançou as redes no Flu pela última vez) e se tornou o jogador mais velho a marcar um gol pelo Tricolor. Este levantamento foi feito pelo levantamento feito pelo historiador João Boltshauser.

– A curiosidade é que se trata de uma marca que deve durar por muito tempo, porque é difícil de ser superada por outro jogador. É bacana ter um jogador como ele no elenco hoje em dia. Tem uma grande história no clube – disse João Boltshauser ao site oficial do clube.

Após o jogo, o atacante falou sobre o fim do jejum de dez jogos sem balançar as redes e ressaltou que já vinha se cobrando muito para que isto acontecesse.

– Todo atacante gosta de marcar. Essa cobrança parte primeiramente de mim. Não tem coisa melhor do que comemorar com a torcida e ter a família por perto – disse o Magnata após a partida.