icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/08/2015
11:01

A campanha do Fluminense no Campeonato Brasileiro Sub-20 é quase perfeita. Os comandados do técnico Luiz Felipe chegam à final da competição, diante do Vitória, com nove vitórias e um empate em dez jogos. Com quase 100% de aproveitamento, o capitão Luiz Fernando ressalta que chegou a hora de a equipe tricolor mostrar que realmente é o melhor time e que atuar no Maracanã, nesta quinta-feira, às 16h30 (o ingresso para entrar no estádio é 1kg de alimento não perecível) será uma vantagem, já que o gramado ajudará que o estilo de jogo do Tricolor sobressaia.

- Fizemos uma campanha irretocável e, agora, chegou a hora da verdade. Chegou o momento de provarmos de vez nosso valor e fazermos um excelente jogo no Maracanã. Tenho certeza que a torcida tricolor irá comparecer e nos ajudar muito. Jogar em um estádio como o Maraca, com o gramado em ótima qualidade, estrutura de primeiro mundo, toda aquela atmosfera de decisão, certamente será um estimulante a mais para todos nós. Este grupo já demonstrou que tem personalidade, que gosta de jogos grandes, e nos preparamos da melhor maneira possível para encarar essas duas finais - disse Luiz Fernando, que é um dos capitães do time ao lado do zagueiro Nogueira.

Jogador mais experiente do time tricolor, o volante Luiz Fernando desceu para o time sub-20 justamente para jogar o Brasileiro. Para ele, a boa recepção dos companheiros e a motivação pessoal foram fatores fundamentais para o sucesso individual dele na campanha.

- É difícil você refazer essa transição. Chegar aos profissionais é o nosso objetivo. Mas às vezes o momento pede que você dê um passo atrás para depois dar dois à frente. Foi muito positivo para mim ter descido para jogar esse Brasileiro. Precisava desse ritmo de jogo, dessa sequência de boas atuações. Me deu muito mais confiança e acabou servindo como uma excelente vitrine. Sou extremamente grato a todos os jogadores e comissão técnica pela recepção que recebi  quando desci.  É legal jogar em um time onde todos correm por todos - concluiu.

A campanha do Fluminense no Campeonato Brasileiro Sub-20 é quase perfeita. Os comandados do técnico Luiz Felipe chegam à final da competição, diante do Vitória, com nove vitórias e um empate em dez jogos. Com quase 100% de aproveitamento, o capitão Luiz Fernando ressalta que chegou a hora de a equipe tricolor mostrar que realmente é o melhor time e que atuar no Maracanã, nesta quinta-feira, às 16h30 (o ingresso para entrar no estádio é 1kg de alimento não perecível) será uma vantagem, já que o gramado ajudará que o estilo de jogo do Tricolor sobressaia.

- Fizemos uma campanha irretocável e, agora, chegou a hora da verdade. Chegou o momento de provarmos de vez nosso valor e fazermos um excelente jogo no Maracanã. Tenho certeza que a torcida tricolor irá comparecer e nos ajudar muito. Jogar em um estádio como o Maraca, com o gramado em ótima qualidade, estrutura de primeiro mundo, toda aquela atmosfera de decisão, certamente será um estimulante a mais para todos nós. Este grupo já demonstrou que tem personalidade, que gosta de jogos grandes, e nos preparamos da melhor maneira possível para encarar essas duas finais - disse Luiz Fernando, que é um dos capitães do time ao lado do zagueiro Nogueira.

Jogador mais experiente do time tricolor, o volante Luiz Fernando desceu para o time sub-20 justamente para jogar o Brasileiro. Para ele, a boa recepção dos companheiros e a motivação pessoal foram fatores fundamentais para o sucesso individual dele na campanha.

- É difícil você refazer essa transição. Chegar aos profissionais é o nosso objetivo. Mas às vezes o momento pede que você dê um passo atrás para depois dar dois à frente. Foi muito positivo para mim ter descido para jogar esse Brasileiro. Precisava desse ritmo de jogo, dessa sequência de boas atuações. Me deu muito mais confiança e acabou servindo como uma excelente vitrine. Sou extremamente grato a todos os jogadores e comissão técnica pela recepção que recebi  quando desci.  É legal jogar em um time onde todos correm por todos - concluiu.