Ronaldinho

Ronaldinho ficou no Fluminense por menos de três meses (Foto: Divulgação)

LANCE!
12/01/2016
08:05
Rio de Janeiro (RJ)

O técnico Eduardo Baptista levou 29 jogadores que tinha à disposição para os trabalhos da pré-temporada em Orlando, nos Estados Unidos. Além, também, do zagueiro recém-contratado Henrique, que vai se juntar ao grupo ainda nesta terça Mas, por outro lado, o técnico ainda terá a dura missão de encontrar a melhor solução para encaixar Ronaldinho Gaúcho na equipe que disputará a Florida Cup – que se inicia no próximo dia 17 para o Tricolor.

A situação, porém, não foi vista com desagrado por Eduardo Baptista. O comandante tricolor salientou que o jogador não irá atrapalhar o restante da equipe neste início de temporada, e ainda exaltou a qualidade de R10.

– Tudo que é combinado não é caro. Já foi combinado isso antes, no primeiro dia de trabalho nosso eu já passei essa situação para os atletas. Não vai atrapalhar, porque já está programado, já está pré-estabelecido. Vamos ter vários jogos aqui, vai dar para observar o time. Ele não tem que fazer o jogo todo, ele não tem que fazer 45 minutos. Acho que nesse momento vale o respeito a tudo que o Ronaldo foi para o futebol mundial e brasileiro – disse ao Globoesporte, nos Estados Unidos.

Ronaldinho só deve chegar em Orlando às vésperas do primeiro jogo do Fluminense, contra o Shakhtar Donetsk. Cabe agora saber quanto tempo o meia – que não terá o número 10 às costas, já que Diego Souza foi o escolhido para carregar o número na temporada – terá para vestir novamente a camisa tricolor.

– O que me passaram é que nesse período aqui na IMG (Academy) ele não viria. Por contrato com o clube, ele tem que atuar uma parte do tempo, uma parte do jogo. Eu ainda não sei se são 45 minutos, se são 20, se são 15. Mas se está no contrato, a gente tem que colocar, tem que fazer. É um jogador que fez muito pelo futebol brasileiro. A gente respeita e, se foi feito um contrato, se está apalavrado, a gente é funcionário do clube, tem que respeitar e tem que colocar – explicou o treinador.

Ronaldinho chegou como um dos principais reforços do Flu em meados de 2015. Mas o casamento acabou logo depois. Após nove partidas e nenhum gol marcado, chegou a separação. Um reencontro pode não ser tão agradável para as duas partes!