Argel Fucks (Foto: Site Oficial / Figueirense)

Argel Fucks mostrou confiança no atual elenco do Figueira para evitar degola (Foto: Site Oficial / Figueirense)

RADAR / LANCE!
12/07/2016
14:34
Florianópolis (SC)

O tom de reencontro marcou a apresentação de Argel Fucks no Figueirense. De volta ao Orlando Scarpelli 11 meses após ter saído para aceitar a proposta do Internacional, o treinador disse que a identificação com o Figueira o fez aceitar a empreitada de assumir o comando da equipe pela terceira vez:

- Para mim, é uma alegria muito grande. Estou feliz de voltar a esse clube, tenho uma identificação. E não podia negar um convite do Figueirense, porque um convite desses é uma convocação. Eu queria descansar, pensei em parar uns dias, mas o presidente me ligou na segunda-feira e fez essa convocação. Meu planejamento é ficar dois anos.

Argel mostrou um tom otimista sobre a maneira como retomará seu trabalho no clube:

- Volto muito melhor do que saí. Como pessoa, com conhecimento de futebol. Saí desse clube campeão e volto campeão. Ganhei o hexa gaúcho, ganhamos a Recopa Gaúcha e voltamos com mais conhecimento. Para você ficar em um clube do tamanho do Inter você precisa de trabalho e nada resiste a isso.

O treinador não escondeu sua confiança na equipe mostrar uma reação no Brasileiro:

- Ninguém desaprende a jogar futebol. Uma equipe que fez o jogo contra o São Paulo, Flamengo, que ganhou do Inter, que faz jogos duros, até agora contra o Grêmio. Esse grupo tem qualidade. Vários jogadores trabalharam comigo, sabem a maneira da gente trabalhar, se comportar. Eu vi o Figueirense contra o Inter com o legado que a gente deixou, com vibração, intensidade, competitivo. Tenho confiança nesses jogadores, eles podem render mais. Não podemos estar na zona de rebaixamento.

Ao falar sobre a próxima partida, o técnico fez mistério sobre a possibilidade de lançar uma equipe mista diante da Ponte Preta, pela Copa do Brasil:

- Vamos colocar o que tem de melhor no momento, o que a gente entende, fazer com que a equipe possa ter nesse jogo uma atitude diferente, um comprometimento, um querer maior. Ser um time competitivo.

Argel não descartou contratações, mas procurou exaltar os jogadores que terá à disposição em breve:

- Sobre contratações vamos tratar internamente. Podemos trazer duas ou três peças, temos posições carentes. Se você fala de um jogador hoje, ele já se valoriza. Sabemos da necessidade e estamos correndo atrás, mas confiamos nesses jogadores. Esperamos que os lesionados possam voltar, eles serão importantes.