Deschamps - Tecnico da França

Didier Deschamps já foi campeão como jogador da seleção francesa (Foto: Handout / UEFA / AFP)

RADAR/LANCE!
09/07/2016
10:40
Paris (FRA)

Cristiano Ronaldo está, novamente, a um passo de seu primeiro título com Portugal. Didier Deschamps, técnico da França, sabe do potencial do gajo e do quanto ele virá focado neste domingo, quando as duas seleções se enfrentam pela final da Eurocopa.

Neste sábado, véspera da decisão, o treinador francês concedeu uma entrevista coletiva. A jornalistas, Deschamps rasgou elogios ao "top" atleta CR7, e sobrou até para a definição do abdômen dele.

- Se há um plano anti-Ronaldo, ninguém achou a receita ainda. Ele é um jogador top, tem muitos atributos atléticos. Na jogada aérea, ele não é daqueles que pulam alto, na verdade ele pode ficar parado no ar também. O tanquinho dele está lá por uma razão (risos). Mas tem duas coisas difíceis de combater no futebol: o ritmo e a jogada aérea. Temos que neutralizá-lo, temos que limitar sua influência no jogo, isso é muito importante - disse Didier Deschamps, que também enalteceu a equipe liderada por Ronaldo:

Cristiano Ronaldo tenta agora seu primeiro título com Portugal, na final da Euro-2016
Cristiano Ronaldo foi vice da Euro-04, quando perdeu para a Grécia, e pode ser campeão neste domingo (Foto: AFP/PAUL ELLIS)

- É um time experiente, bem organizado, pode mudar o esquema de acordo com o adversário. Tem a defesa muito sólida, com Pepe, Fonte, William, jogadores muito bons. Tem o Raphael Guerreiro, que joga na França, então nós o conhecemos bem. Eles também se apoiam muito no bom ataque, com Cristiano Ronaldo e Nani. É um time com muito talento. Não digo que eles só defendem. Digo que eles defendem muito bem e conseguem sair para o ataque rapidamente - frisou.


Deschamps, que esteve presente em duas das principais conquistas dos Les Bleus como jogador (Copa do Mundo de 1998 e Eurocopa-00), foi questionado sobre a sensação de levantar um caneco, desta vez, como treinador.

- Claro que é um momento especial, uma oportunidade única, e o cenário ideal é entrar o mais relaxado possível, focado na partida. Comparado ao tempo em que eu era jogador, do lado de fora fico um pouco frustado por não poder participar com as chuteiras, mas é uma participação positiva. Não tem estresse, a adrenalina é positiva. Nada negativo - afirmou. 

A anfitriã França e Portugal se enfrentam neste domingo, às 16h (de Brasília), no Stade de France, em Paris. O LANCE! transmite a partida em tempo real.