Hazard - Belgica x Hungria

Hazard marcou um dos gols da vitória da Bélgica sobre a Hungria (Foto: Pascal Guyot / AFP)

LANCE!
26/06/2016
17:54
Toulouse (FRA)

A Bélgica contou com excelente atuação de Hazard e venceu com facilidade a Hungria por 4 a 0. O meia deitou e rolou na frágil marcação adversária e provou que pode liderar a melhor geração da história belga. Além de dribles e jogadas de efeito, sempre deixando algum companheiro em boa posição, ele deu uma assistência e marcou na goleada. Além do camisa 10, Alderweireld, Batshuayi e Ferreira-Carrasco balançaram as redes.

Foi a maior goleada da Eurocopa até o momento. A Bélgica dominou todo o jogo. A Hungria, deixando Hazard e De Bruyne livres para armar, só teve bons momentos em alguns minutos da segunda etapa ou em chutes de longe, mas logo os belgas colocaram a bola no chão e deslancharam no placar. Agora, a equipe do técnico Marc Wilmots pega País de Gales na sexta-feira, às 16h, em Lille.

A badalada geração da Bélgica entrou em campo com todo o favoritismo diante da Hungria, uma das surpresas da primeira fase da Eurocopa. Em campo, os jogadores assumiram a responsabilidade e dominaram a partida por completo, sem dar chances para o adversário.

O grande erro da Hungria foi deixar Hazard solto. Com liberdade, o camisa 10 fez o que quis no meio de campo, criando as principais jogadas de perigo. Ao seu lado, De Bruyne completava as ações do meia do Chelsea e arriscava mais. Logo no início, os belgas mostraram que não estavam para brincadeira.

De Bruyne e Lukaku tiveram chances antes da Bélgica abrir o placar aos nove minutos. Em cobrança de falta, o camisa 7 bateu na cabeça de Alderweireld, livre, para marcar. Os belgas seguiram em cima, e Király começou a aparecer com efetividade. De Bruyne obrigou o goleiro a pegar com os pés. Lukaku e Mertens também testaram o arqueiro.

As chances apareciam em quantidade. A seleção húngara não conseguia um método eficaz para parar Hazard e De Bruyne. Por sorte, a pontaria não estava em perfeitas condições. O meia do Manchester City ainda fez o travessão balançar após cobrança de falta. A Hungria só assustava em chutes de longa distância, principalmente com Dzsudzsák.

A Hungria voltou melhor no segundo tempo. A equipe do leste europeu apertou a marcação e não deixava mais os meias belgas criarem com tanta liberdade. Controlando um pouco mais as ações do rival, os húngaros também se arriscavam mais. Elek e Szalei assustaram Courtois, que ainda fez linda defesa em lance de Pintér.

Batshuayi - Belgica x Hungria
Batshuayi marcou o segundo da Bélgica (Foto: Pascal Pavani / AFP)

A Bélgica voltou a controlar 100% o jogo e não demorar para liquidar a partida. Em grande jogada pela esquerda, Hazard cruzou na medida para Batshuayi, que acabara de entrar, empurrar para o gol. Dois minutos depois, o camisa 10 deixou o dele. Em contra-ataque, ele recebeu novamente pela esquerda, carregou para o meio, tirou da marcação e mandou no cantinho, sem chances para Király.

No fim, Ferreira-Carrasco aproveitou lindo passe de Nainggolan e finalizou com perfeição, tirando do goleiro e decretando a goleada da Bélgica sobre a Hungria.

FICHA TÉCNICA
HUNGRIA 0 x 4 BÉLGICA


Local: Estádio Municipal de Toulouse (FRA)
Data e hora: 26 de junho de 2016, às 16h (de Brasília)
Árbitro: Milorad Mazic (Sérvia)
Auxiliares: Milovan Ristic e Dalibor Djurdjevic.
Cartões amarelos: Kádár, Lang, Elek e Szalai (HUN), Vermaelen, Batshuayi e Fellaini (BEL).

GOLS: Alderweireld - 9'/1°T (0-1), Batshuayi - 32'/2°T (0-2), Hazard - 34/2°T (0-3), Ferreira-Carrasco - 44'/2°T (0-4)

HUNGRIA: Király; Lang, Guzmics, Juhász (Bode - 34'/2°T) e Kádár; Nagy, Gera (Elek - intervalo); Lovrencsics, Pinter (Nikolic - 29'/2°T) e Dzsudzsák; Szalai. Técnico: Bernd Storck.

BÉLGICA: Courtois; Meunier, Alderweireld, Vermaelen e Vertonghen; Witsel, Nainggolan; Mertens (Ferreira-Carrasco - 24'/2°T), De Bruyne e Hazard (Fellaini - 35'/2°T); Lukaku (Batshuayi - 30'/2°T). Técnico: Marc Wilmots.