Corinthians x Cruzeiro

Garotos do Corinthians comemoram na partida contra o Cruzeiro  (Foto: Mauro Horita/Lancepress!)

LANCE!
22/01/2016
21:24
São Paulo (SP)

O Corinthians está pela terceira vez consecutiva na decisão da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Na noite desta sexta-feira, na Arena de Itaquera, diante de quase 27 mil torcedores, o Timão venceu o Cruzeiro por 2 a 1, de virada. A final será disputada na segunda-feira, às 10h, no Pacaembu, contra  o Flamengo, que também triunfou de virada diante do América-MG. 

O jogo começou elétrico, com os dois times criando boas chances. Logo aos sete minutos, o Cruzeiro quase abriu o placar com Andrey, que invadiu a área pela esquerda e mandou para fora. O Corinthians, por sua vez, deu a resposta aos 14: a bola foi cruzada pela direita, passou por toda a área da Raposa e o goleiro Lucão conseguiu travar Tocantins, que estava livre.

O Timão buscava as jogadas pelos lados, principalmente com a velocidade de Léo Jabá. No Cruzeiro, quem se destacava era Dudu, que, aos 22 minutos, passou bonito pelo adversário e chutou cruzado para fora.

Apesar das chances, o placar só foi aberto aos 29 minutos. Após chute que iria para fora, o zagueiro Léo Santos furou e a bola sobrou para Rick Sena, que mandou de primeira para o fundo das redes.

No início do segundo tempo, ainda aos sete minutos, o Corinthians perdeu uma chance incrível de empatar. Após cruzamento rasteiro, Matheus Pereira apareceu livre, cara a cara com o gol, mas mandou na trave.

O empate veio apenas aos 19 minutos, mas em grande estilo. O goleiro Lucão saiu do gol para cortar o cruzamento e a bola sobrou para Claudinho, que mandou por cobertura e fez o primeiro do Timão. Um golaço na Arena!

O bom público que compareceu ao estádio incentivou o time em busca da virada. Tanto Corinthians quanto Cruzeiro cansaram de desperdiçar boas chances. Teve bola na trave cruzeirense, ótima defesa do goleiro corintiano...

O gol era só questão de tempo. E saiu aos 35 minutos. Matheus Pereira fez linda jogada, com toque de calcanhar, mas a bola passou por toda a área. Na sequência, Claudinho pegou a sobra na direita e cruzou para Pedrinho mandar para o fundo das redes e virar a partida.

Nos dez minutos finais, o Cruzeiro foi com tudo ao ataque em busca do empate, mas não teve sucesso. Recordista de títulos da Copinha, com nove, o Timão chegou ao 16º jogo de invencibilidade no torneio (contando os oito de 2015) e está na sua terceira final consecutiva.