Léo Príncipe - Coritnhians

Léo Príncipe tem duas partidas como profissional do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)

Gabriel Carneiro
05/09/2016
17:31
São Paulo (SP)

Léo Príncipe foi o melhor jogador em campo no empate entre Corinthians e Fluminense, na última quarta-feira, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Acionado na vaga de Fagner, que está a serviço da Seleção Brasileira nas Eliminatórias da Copa do Mundo, o garoto de 20 anos ainda não sabe se será titular na próxima quinta-feira, mas avisou que está preparado para jogar. O Corinthians espera contar com o titular da posição na partida contra o Sport, mas o reserva assegurou que está pronto em caso de necessidade.

- É claro que eu sempre vou querer jogar, como todo jogador. Mas se ele (Fagner) quiser e tiver condições é ele, jogador de Seleção Brasileira. Vou aceitar com toda tranquilidade e ajudar o Corinthians. Contra o Fluminense eu consegui corresponder a ausência do Fagner, que é um dos melhores homens do time. Fui elogiado por todos, não faltou nada, e espero ter essa regularidade nas próximas oportunidades - disse Léo Príncipe.

O garoto concedeu na tarde desta segunda-feira a primeira entrevista coletiva de sua trajetória como atleta profissional. Ele atuou nas partidas contra Figueirense, pelo Brasileirão, e Fluminense, na Copa do Brasil, e agora espera pelas definições do Corinthians sobre a possibilidade de uma terceira chance. Fagner, o titular, está com a Seleção em Manaus, mas não é titular da equipe que enfrenta a Colômbia nesta terça-feira, às 21h45. Fisicamente apto, o jogador deverá chegar em São Paulo até quarta-feira à noite, e neste caso já ficaria concentrado para a partida contra o Sport, que será quinta, às 19h30.

Léo Príncipe treinou como titular nesta segunda-feira, no primeiro esboço de Cristóvão Borges para o compromisso em Itaquera. Nesta formação, aliás, Vilson ocupou a vaga do suspenso Balbuena, e não o garoto Pedro Henrique, que também é cria da base alvinegra. A respeito das oportunidades para os garotos no elenco do Timão, o camisa 32 vê a situação melhorando.

- A princípio está melhorando. A torcida cobrou muito a diretoria, mas dá para ver que temos nove jogadores. A base do Corinthians está provando que pode servir - disse Léo Príncipe, que não vê os empréstimos de Maycon e Marciel como elementos de desmotivação e ainda foi questionado sobre só os garotos de defesa terem espaço no time principal.

- Primeiro é o bom trabalho feito na base com o Osmar Loss, ele trabalha forte a linha de quatro, então quando subimos conseguimos corresponder. Na base tem o Gabriel Vasconcelos, Isaac, Léo Jabá. Quando tiverem oportunidades de jogar precisam aproveitar, como eu fiz.