Bruno Cassucci e Gabriel Carneiro
01/07/2016
18:07
São Paulo (SP)

Alexandre Pato voltará ao Corinthians. O jogador se reapresentará ao clube na terça-feira, dia 5, e caso não receba propostas para sair deve cumprir o seu contrato até o fim do ano. O Timão descartou emprestá-lo novamente, como fez ao São Paulo, em 2014, e ao Chelsea (ING), no início deste ano.

O anúncio do retorno do jogador foi feito nesta sexta-feira pelo presidente alvinegro, Roberto de Andrade, em entrevista coletiva. O dirigente disse entender a rejeição ao atleta de parte da torcida corintiana, mas se justificou:

- Eu não tiro a razão do torcedor, mas devolvo a pergunta a todos que criticam a reintegração: faço o que se preciso tomar uma decisão agora e pagar salários até o fim do ano? Ele volta ao grupo e permanece. Se acontecer alguma proposta ele pode sair, mas a princípio é funcionário do Corinthians - declarou.

Pouco aproveitado no Chelsea e de folga nas últimas semanas, Pato dificilmente terá condições de enfrentar a Chapecoense, no próximo dia 9. Assim, é grande a chance de ele estar apto a reestrear justamente no clássico contra o São Paulo, dia 17, na Arena.

O técnico Cristóvão Borges também falou com a imprensa, novamente fez elogios ao atacante, mas adotou tom cauteloso ao falar sobre o aproveitamento do reforço.

- Ele chega na terça-feira e depois disso vamos conversar. Estado físico, mental... Vamos esperar - disse o comandante alvinegro.

- Falar do Pato como jogador é simples, mas existe uma situação que precisa ser resolvida e não podemos antecipar nada antes de falar com ele. Será resolvido a partir de terça-feira, quando vamos conversar e decidir - completou Cristóvão, que terá uma reunião com o jogador.

Contratado do Milan (ITA) em 2013 por cerca de R$ 40 milhões, Pato ficou marcado por um pênalti perdido nas quartas de final da Copa do Brasil daquele ano, contra o Grêmio. A relação se desgastou ainda mais com a ida dele para um rival e com o processo movido pelo jogador, em 2015, para tentar rescindir o contrato com o Timão - sem sucesso. Em 62 jogos pelo Corinthians, ele fez 17 gols.