Gabriel Carneiro
21/09/2017
06:30
Enviado especial a Buenos Aires (ARG)

- Agora é levantar a cabeça, porque a gente tem 14 finais do Brasileiro pela frente.

A conclusão do volante Camacho, titular do Corinthians na eliminação para o Racing (ARG) na Copa Sul-Americana, nesta quarta-feira, refletiu o discurso utilizado por todos os jogadores do time de Fábio Carille após a partida. Passado o baque na competição continental, o Timão precisa se reconstruir rapidamente para garantir o título do Campeonato Brasileiro, torneio em que ocupa a liderança da tabela de classificação a 14 partidas do fim.

São Paulo, Cruzeiro, Coritiba, Bahia, Grêmio, Botafogo, Ponte Preta, Palmeiras, Atlético-PR, Avaí, Fluminense, Flamengo, Atlético-MG e Sport são os adversários que restam ao Corinthians nesta temporada. O time lidera o Brasileirão com 53 pontos, dez a mais que o Grêmio, e agora terá a possibilidade de maior tempo de descanso entre os jogos para dar foco total ao único torneio que resta.

- Focar 100% no Campeonato Brasileiro, é o único torneio que nos resta. Óbvio que deixamos a Argentina com um gosto amargo da eliminação, mas ainda temos objetivos na temporada e precisamos correr atrás  deles - define o atacante Jô, um dos principais líderes do elenco corintiano na atualidade.


A inspiração mais próxima é o próprio Corinthians de 2015. Eliminado nas oitavas de final da Copa Libertadores daquela temporada, o time então comandado por Tite viu a queda como propulsora de uma retomada necessária no ano, e a partir daí o Brasileirão passou a ser foco único - tanto que o time chegou a atuar com reservas na Copa do Brasil, quando caiu nas oitavas de final para o Santos. Se a inspiração for 2015, o caminho é positivo.