Treino Corinthians

Jô concedeu entrevista ao lado do presidente Roberto de Andrade (Foto: Guilherme Amaro)

Guilherme Amaro
25/10/2017
19:58
São Paulo (SP)

Ao lado do presidente Roberto de Andrade, o atacante Jô deu entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira, no CT Joaquim Grava, e abordou diversos assuntos no Corinthians. Após a queda para seis pontos na liderança do Brasileirão, o jogador de 30 anos afirmou que é hora de o Timão "levantar a cabeça" na briga pelo título.

- O Fábio (Carille) é um treinador que tem essa capacidade de mostrar números, sempre prezou pelo rendimento, e não temos como esconder que está abaixo. Só que agora é reta final. O que passou passou. O nosso primeiro turno foi muito bom, mas não nos iludimos com isso. Temos a consciência de que precisamos melhorar, sempre prezamos por isso até no primeiro turno. Não tem de baixar a guarda. É hora de levantar a cabeça porque nosso objetivo está perto - afirmou Jô.

- Não acho que temos que fazer coisas diferentes, acho que é mais dedicação, fazer um pouco a mais, são detalhes que temos de tomar cuidado para não deixar escapar essa oportunidade - acrescentou.

O atacante evitou projetar jogos das próximas rodadas, como o clássico contra o Palmeiras, dia 5 de novembro, na Arena Corinthians. Apesar da queda de desempenho, ele disse que não "tem como cravas que o Corinthians amarelou" nesta reta final do Brasileirão.

- Não tem como cravar que o Corinthians amarelou ou coisa parecida. Tem mais oito rodadas, e essa conclusão vai ser tirada ao fim do campeonato. Sobre os mais novos, sabemos que eles vêm da base e estão correspondendo bem. Eu vejo essa garotada bem preparada. O Maycon, por exemplo, foi emprestado e voltou maduro. O Arana já foi campeão brasileiro aqui. O Pedrinho ganhou a COpinha e subiu agora. São Jogadores que entendem. Nessa reta final eu costumo estar sempre falando, costumo ser até chato, mas é um chato para o bem de todos. E eles estão sendo bom ouvites, é bacana. Agora é agarrar a responsabilidade para a gente poder seguir nesse caminho em busca do título - disse Jô, que também evitou responder sobre uma possível perda do título.

- Eu não penso nessa hipótese agora. Isso lá na frente vamos poder responder. Não pode pensar lá na frente, não sabemos o que vai acontecer. Temos que pensar no jogo contra a Ponte, depois no clássico e ir passo a passo. E se não acontecer lá na frente? Como fica nossa palavra depois? Então temos de pensar no próximo jogo - declarou.

Com seis pontos de vantagem na liderança do Brasileirão, a menor diferença desde a 15ª rodada, o Corinthians volta a campo neste domingo, às 17h, contra a Ponte Preta. O duelo será no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela 31ª rodada.