Fiel USA 2

Fiel USA reunida antes do jogo contra o Atlético-MG na Flórida Cup 2016 (Foto: Divulgação)

Alexandre Guariglia
23/01/2016
08:15
São Paulo (SP)

São vários os brasileiros que deixam para trás o que construíram por aqui para arriscarem uma nova vida longe do país. As renúncias são diversas: amigos, famílias, lugares, gostos, paixões e, claro, o time de futebol. No entanto, em algumas situações, a distância não é obstáculo para o relacionamento com o clube de coração.

É o caso dos amigos Eduardo Maluf, Heraldo Damiani e Patrick de Lima, fanáticos torcedores do Corinthians que se mudaram para os Estados Unidos sem deixar para trás a paixão pelo Timão. A partir disso surgiu uma ideia que viria a mudar o cotidiano deles e de outros corintianos residentes naquele país.

- Tudo começou em 2007 durante o jogo entre Brasil e México no Gillette Stadium (em Massachusetts), onde eu estava com camisa e bandeira do Corinthians. Durante o jogo encontrei, também com a camisa do Corinthians, uma pessoa que se tornou um grande amigo aqui nos Estados Unidos: Heraldo Damiani. Conversando com ele sobre a vontade de reunir os corintianos que vivem aqui para assistir aos jogos do Corinthians, juntamente com minha esposa Dayanna e um outro grande amigo, Patrick de Lima, começamos aos poucos a colocar essa ideia em prática, organizar encontros em dias de jogos e foi aí que começou o projeto da Fiel USA - contou Maluf, um dos fundadores da torcida, ao LANCE!.

Morando nos Estados Unidos há oito anos e meio, é possível dizer que o tempo de permanência de Eduardo Maluf por lá se confunde com o crescimento e a expansão da torcida organizada. O que começou pequeno, com reuniões em sua própria casa, passou a ser algo maior do que apenas amigos assistindo aos jogos do Corinthians. A Fiel USA já conta com torcedores em 27 estados americanos, além de Montreal e Toronto, no Canadá.

- Com a divulgação nas redes sociais, o projeto se consolidou e somado à visibilidade na última edição da Flórida Cup, conseguimos chegar no lugar em que estamos hoje. A tendência, daqui pra frente, é não parar mais de crescer - afirmou.

Assim, com essa devoção ao clube, eles não poderiam perder a oportunidade de acompanhar novamente o Corinthians jogando em território americano. A exemplo da Flórida Cup-2015, a Fiel USA esteve presente na edição deste ano nos jogos contra Atlético-MG e Shakhtar Donetsk (UCR), e não faltará ao amistoso frente ao Fort Lauderdale Strikers. Para isso a programação vem de longa data, sempre com o intuito de promover e levar a festa para onde o Timão estiver.

- Estamos há alguns meses nos programando, realizando inclusive o sorteio de passagens aéreas para nossos associados. Pelo número de pessoas confirmadas, estamos com, no mínimo, 700 integrantes da Fiel USA presentes na Flórida. Muita gente não pôde comparecer devido ao trabalho, mas sem dúvida fizemos e faremos mais uma grande festa, como sempre acontece independente do local que o Corinthians jogar - completou.

Nos primórdios das reuniões e encontros, os membros da Fiel USA marcavam de assistir aos jogos do Corinthians em restaurantes na região de Boston, no estado de Massachusetts. Mas o local escolhido estava ficando pequeno demais para abrigar torcedores de time diferentes.

Foi o primeiro restaurante que frequentamos, pois lá tínhamos a Globo e o Premiere. Por aqui estão muitas pessoas de Minas Gerais, então mesmo que o jogo era contra um time da Bahia, por exemplo, sempre estavam por lá muitos atleticanos e cruzeirenses, aí decidimos buscar um outro local onde pudéssemos ser apenas corintianos - relatou Maluf.

Para o grupo que já estava organizado, numeroso e tinha um objetivo em comum, não foi difícil encontrar uma alternativa que se encaixasse dentro das necessidades dos corintianos.

- Passamos a frequentar um clube português, que aceitou adicionar os canais brasileiros à TV a cabo deles, para que pudéssemos nos reunir por lá - finalizou.