Gabriel Carneiro
06/06/2016
08:00
São Paulo (SP)

André poderia ter optado pelo caminho mais simples. Clube onde ele virou ídolo no ano passado, o Sport fez força pelo retorno do atacante, hoje no Corinthians. Dinheiro à vista, repasse de direitos econômicos de um jogador da base, insistência, apelo ao emocional... o time pernambucano tentou de tudo, mas o atacante decidiu ficar no Corinthians, onde é reserva e alvo de forte crítica, especialmente da torcida. Talvez como prêmio, foi dele o gol que abriu caminho para a emocionante virada de sábado, contra o Coritiba. E é nele em quem Tite ainda confia.

– Ele é um cara que trabalha sério. Eu não estou aqui para esconder erros de atletas e fazê-los passar de bonzinhos, mas se trabalha tem o meu respaldo. Se for negligente não terá. E tomara que o André se sinta acolhido, útil, com carinho. A possibilidade de fluir mais natural é grande assim – diz o técnico, que agradeceu a torcida por não vaiar a entrada, aos 32 do segundo tempo.

Além dos elogios públicos, Tite foi decisivo para a permanência de André no Corinthians. O Sport oficializou interesse na terça-feira da semana passada, e diretoria, treinador e jogador se reuniram para discutir o assunto. A proposta era boa: cerca de R$ 2 milhões e mais o repasse dos direitos econômicos de Juninho, destaque na base do Sport – a ideia era se aproximar dos quase R$ 4 milhões que o Timão pagou em janeiro deste ano por ele.

O Corinthians queria saber se André tinha interesse em sair. André queria saber se ele seguiria sendo utilizado, já que agora passou a reserva de Luciano. Tite deu a palavra final do encontro que selou a permanência de André no clube.

– O Tite me falou uma coisa que é meio óbvia: ‘Se eu não te quero, como eu te coloco?’ Então não precisa falar mais nada. Eu falei que ele poderia colocar, que eu ia ajudar – explica André, sobre o papo.

André poderia ter optado pelo caminho mais simples, mas seguiu no Corinthians, encerrou um jejum de mais de um mês sem fazer gols e saiu de campo elogiado como há muito tempo não se via. O próximo passo é voltar ao time titular.


MARLONE TAMBÉM FOI ALVO DO SPORT:

Corinthians x Coritiba
Marlone foi titular três vezes (Foto: Eduardo Viana/Lancepress!)

André não foi único jogador do Corinthians que despertou o interesse do Sport. Destaque em 2015 ao lado do atacante, o meia Marlone também esteve na mira da equipe, mas o interesse não virou proposta oficial.

– Tenho um carinho muito grande pelo Sport e realmente teve um interesse, um assédio, mas não passou disso. Estou focado no Corinthians, brigando por posição e no tempo certo tudo vai acontecer – diz o meia.

Marlone tem 14 jogos pelo Corinthians na temporada, com dois gols marcados. Só foi titular três vezes.