Gabriel Carneiro
12/09/2016
18:28
São Paulo (SP)

Contratado pelo Corinthians após o vice-campeonato do Paulistão pelo Osasco Audax, em abril, o atacante Bruno Paulo deve adiar em mais algumas semanas sua estreia pelo novo clube. O camisa 36 sentiu dores lombares durante um treinamento na semana passada e está realizando fisioterapia no CT Joaquim Grava. Caso o tratamento convencional não dê resultados, há risco do jogador de 26 anos passar por cirurgia - não seria a primeira de sua trajetória no Timão.

Bruno Paulo chegou ao clube com uma lesão ligamentar no pé direito e foi operado em sua primeira semana de Corinthians. Ele realizou todo o tratamento com os profissionais do Timão e foi relacionado para três partidas do Campeonato Brasileiro, sem chance de estrear. Agora, fará novo tratamento contra as dores lombares, como informou o Corinthians por meio de nota oficial: "Bruno Paulo tem dor lombar e realiza trabalho de fisioterapia no clube".

Além do atacante, o Corinthians tem mais problemas com jogadores no departamento médico: Pedro Henrique, que trata dores na coxa esquerda, Guilherme, que estava em fase final de recuperação de uma lesão na coxa direita e agora sofreu contusão na panturrilha, Rildo, afastado por desconforto na coxa direita, e Danilo, que fraturou dois ossos da perna direita e só volta em 2017.

TREINO DESTA SEGUNDA-FEIRA -  Suspenso pelo terceiro cartão amarelo e ausente na derrota por 2 a 1 contra o Santos deste domingo, o zagueiro Yago volta a ser opção no Corinthians na quarta-feira, às 21h45, contra o Coritiba, fora de casa, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Agora resta saber se o camisa 3 será ou não titular no Couto Pereira, já que Vilson atuou nos dois últimos jogos e teve rendimento elogiado pelo técnico Cristóvão Borges. Nesta segunda-feira, data da reapresentação após a derrota na Vila Belmiro, não houve pistas sobre a formação titular para o próximo jogo.

Todos os titulares, inclusive o goleiro Cássio, realizaram apenas atividades regenerativas na academia do CT Joaquim Grava, e somente os reservas foram a campo. Yago esteve neste grupo, e jogadores como Willians, Cristian, Jean, Isaac e Marquinhos Gabriel também trabalharam. O treinamento foi de passes e ocupação de espaços, e até os goleiros Walter, Matheus Vidotto e Caique treinaram com os pés em espaço reduzido.