Erwin Tumiri

Erwin Tumiri (Foto: Reprodução)

LANCE!
02/12/2016
14:55
Medellín(COL) 

Um dos seis sobreviventes da tragédia aérea com a delegação da Chapecoense,  que deixou 71 mortos, o comissionário de bordo,  Erwin Tumiri, procurou pelos amigos no momento do resgate. Ao ser encontrado pelos socorristas, o boliviano gritou o nome dos amigos tripulantes. 

- Onde está Alex? Alex... Ángel... David... Minha tripulação – perguntou, em tom de agonia. 

Ao lado de Ximena Suaréz,  Tumiri foi um dos dois bolivianos que sobreviveram à tragédia. O comissário revelou o que fez para sobreviver: buscou se acalmar e ficar em posição fetal. 

- Sobrevivi porque segui todos os protocolos de segurança. Com a situação de pânico, muitos se levantaram dos assentos e começaram a gritar. Coloquei umas malas entre as pernas e fiquei na posição fetal, recomendada para acidentes - disse, em entrevista ao jornal "La Razón", da Bolívia. 

Apesar de consciente, Tumiri estava trêmulo por causa do frio e entre os seis sobreviventes foi aquele resgatado com as melhores condições.