Brasileirão - Coritnhians x Grêmio

André foi um dos atacantes que não balançaram as redes (Foto: Ale Cabral/Lancepress!)

Igor Siqueira
15/05/2016
20:42
Rio de Janeiro (RJ)

O Brasileirão começou, mas o número de gols decepcionou. A estatística das primeiras 10 partidas da edição-2016 da Série A comprova que o caminho rumo ao fundo das redes foi difícil de ser encontrado. Ao todo, 14 gols foram marcados - uma média de 1,4 gol/jogo. O que isso quer dizer? O pior desempenho em uma primeira rodada de Brasileirão desde que a competição passou a ser disputada por 20 clubes, formato em vigor a partir de 2006.

A pior marca anteriormente era da primeira rodada do campeonato de 2014, que teve 16 gols e, portanto, a média foi 1,6 gol/jogo.

Neste fim de semana, Palmeiras e Santa Cruz, que marcaram quatro gols cada um, evitaram que os números fossem ainda pior. Dos 10 jogos, foram três 0 a 0 e outros cinco jogos com vitória de placar mínimo (1 a 0). 

Dos 14 gols da primeira rodada, 12 foram dentro da área. Ou seja, 85%. Houve ainda um de falta, marcado pelo São Paulo, e um de pênalti, convertido pelo Santa Cruz.


O time com a pior pontaria foi a Ponte Preta. Segundo números do Footstats, foram 17 finalizações erradas no confronto com o Figueirense. O Corinthians vem em segundo no quesito, empatado com o Atlético-MG. Timão e Galo chutaram 15 vezes cada um fora do alvo na primeira rodada.

Quatro jogadores lideram a estatística de finalizações erradas: Clayton (Atlético-MG), Gustavo Scarpa (Fluminense), Cazares (Atlético-MG) e Rava (Ponte Preta). Cada um deu quatro chutes errados.

Em relação aos que deram chutes na direção do gol, o Palmeiras lidera a estatística, ao lado do Internacional, ambos com sete finalizações certas. A diferença é que o Verdão balançou as redes quatro vezes, enquanto o Inter não fez gol, inclusive desperdiçou pênalti.