Thiago Salata
16/08/2016
07:30
São Paulo (SP)

A primeira rodada do returno tinha tudo para ser perfeita para o Flamengo, o único entre os sete primeiros que não teve um confronto direto no fim de semana. Não seria absurdo imaginar o Fla em primeiro antes de a bola rolar... Projeção é uma coisa, realidade é outra. E na vida real quem se deu bem mesmo no grupo de elite foi o líder Palmeiras, o único dos primeiros que venceu fora de casa. Vitória enorme, é importante registrar. Foi a primeira derrota do Atlético-PR na Arena da Baixada em dez jogos no Brasileirão. Como enormes também foram as vitórias (3 a 0) de Santos e Grêmio sobre Galo e Timão, mostrando força em jogos em casa com cara de final.

O triunfo faz do líder Verdão, agora três pontos à frente do Peixe, em segundo, a equipe com melhor ataque (36 gols), melhor desempenho como mandante, junto com Santos e Grêmio (oito vitórias, um empate e uma derrota), e melhor visitante, ao lado do Fla (quatro vitórias, dois empates e duas derrotas). Santos, Palmeiras e Grêmio passaram bem pelo temido período olímpico e seguiram no topo mesmo com importantes desfalques - até o palmeirense Gabriel Jesus conseguiu se manter na artilharia (dez gols).

Todas as equipes oscilaram. Todas as equipes tiveram grandes vacilos a serem lamentados, seja dentro ou fora de casa. Os quatro atualmente no G4 são os que se mostram mais fortes na briga pelo título - o Atlético-MG se junta ao trio citado no parágrafo acima. A 21ª rodada será a última sem Gabriel Jesus, Zeca, Thiago Maia, Gabigol, Luan, Walace e Douglas Santos, os selecionáveis olímpicos dos melhores do Brasileirão. E o começo de turno será quente...

Mais confrontos diretos serão vistos nas próximas rodadas: Flamengo x Grêmio, Grêmio x Atlético-MG, Grêmio x Palmeiras, Palmeiras x Flamengo, Santos x Corinthians... O líder Verdão pega quatro times que estão entre os dez primeiros e mais um clássico contra o São Paulo, em casa, nas próximas cinco rodadas. O Peixe, por outro lado, pega quatro do décimo lugar para baixo, mas faz três partidas longe da Vila. Tudo segue aberto, com líder superando muito bem a turbulência que viveu. Veja quem pega quem até o início de setembro:

1º) Palmeiras - 39 pontos
21/8 - 16h - Ponte Preta (Allianz Parque)
28/8 - 16h - Fluminense (Mané Garrincha)
7/9 - 21h45 - São Paulo (Allianz Parque)
11/9 - 18h30 - Grêmio (Arena do Grêmio)
14/9 - 21h45 - Flamengo (Allianz Parque)

2º) Santos - 36 pontos
21/8 - 18h - Coritiba (Couto Pereira)
28/8 - 11h - Figueirense (Vila Belmiro)
8/9 - 21h - Internacional (Beira-Rio)
11/9 - 16h - Corinthians (Vila Belmiro)
14/9 - 19h30 - Botafogo (Luso-Brasileiro)

3º) Grêmio - 35 pontos
21/8 - 11h - Flamengo (Mané Garrincha)
28/8 - 16h - Atlético-MG (Arena do Grêmio)
4/9 - 18h30 - Botafogo (Luso-Brasileiro)*
7/9 - 21h45 - Coritiba (Couto Pereira)
11/9 - 18h30 - Palmeiras (Arena do Grêmio)
14/9 - 21h - Ponte Preta (Moisés Lucarelli)
*jogo adiado da 19ª rodada

4º) Atlético-MG - 35 pontos
21/8 - 11h - Atlético-PR (Independência)
28/8 - 16h - Grêmio (Arena do Grêmio)
8/9 - 21h - Vitória (Independência)
12/9 - 20h - Fluminense (Giulite Coutinho)
15/9 - 19h30 - Sport (Independência)

5º) Corinthians - 34 pontos
22/8 - 20h - Vitória (Arena Corinthians)
27/8 - 16h - Ponte Preta (Moisés Lucarelli)
8/9 - 19h30 - Sport (Arena Corinthians)
11/9 - 16h - Santos (Vila Belmiro)
14/9 - 21h45 - Coritiba (Couto Pereira)

6º) Flamengo - 34 pontos
21/8 - 11h - Grêmio (Mané Garrincha)
28/8 - 16h - Chapecoense (Arena Condá)
7/9 - 21h45 - Ponte Preta (a definir)
10/9 - 18h30 - Vitória (Barradão)
14/9 - 21h45 - Palmeiras (Allianz Parque)