RADAR/LANCE
24/09/2016
23:17
Belo Horizonte (MG)

Depois de vencer o Internacional no início da semana, o lanterna América-MG fez mais uma vítima no Independência. Fechando os jogos deste sábado de Brasileirão, o Coelho superou o Botafogo por 1 a 0. O gol da partida foi marcado por Jonas, no segundo tempo. Além da chuva que caiu em Belo Horizonte, outro detalhe interessante na partida foi uma queda de energia que aconteceu no estádio e deixou o duelo paralisado por quase 15 minutos.

Com o resultado, o América vence a segunda partida seguida pela primeira vez no Brasileirão, e segue em busca de um milagre para permanecer na elite. Agora, o Coelho tem 21 pontos. Já o Botafogo fica com 38 e perde a chance de se aproximar do G-4, podendo perder até duas colocações na tabela.

O jogo

O jogo começou com o América-MG tentando repetir a estratégia usada contra o Inter: não dar espaços, jogar de forma fechada e sair em velocidade para surpreender o adversário. Mas a postura do Botafogo impediu que os anfitriões tivessem sucesso. Marcando bem, o time carioca não deixou o Coelho sair jogando, tornando os mineiros totalmente previsíveis.

Apesar de apresentar maior apetite em busca do resultado, o Botafogo pouco fazia para ameaçar o gol de Fernando Leal. Debaixo de chuva, a partida apresentou um cenário morno, ruim tecnicamente e com pouquíssimas emoções. Até que os refletores do Horto se apagaram.

Aos 29 minutos, um apagão tomou conta do jogo e paralisou a partida pelos 13 minutos seguintes. Só então o problema foi resolvido e os atletas voltaram para o campo com energia extra para terminaram o primeiro tempo com uma impressão bem melhor se tratando de futebol. O jogo burocrático e cauteloso de antes ficou fora das quatro linhas, dando lugar a dois “novos” times com mais iniciativas e que se arriscaram mais, criando pelo menos duas boas oportunidades de perigo para cada lado.

Nos primeiros minutos da etapa final, os papéis se inverteram. Agora era o América que mostrava mais atitude e buscava o ataque com mais frequência. Matheusinho era a referência e principal responsável por acelerar a partida. A postura deixou o jogo aberto e perigoso, mas o Coelho preferiu correr o risco. E foi recompensado aos 19 minutos, usando os lados, onde já forçava suas ações ofensivas. Ernandes cruzou pela esquerda e Jonas abriu o placar.

Em vantagem no marcador, o América ficou bem mais à vontade para colocar em prática sua proposta de se fechar e contra-atacar em velocidade pelos flancos. Não fosse Sidão, Danilo teria fechado a conta para os mineiros. Do outro lado, Jair Ventura colocou o Bota para cima e sacou Dudu Cearense para promover Rodrigo Pimpão. Minutos depois, o atacante só não empatou porque Fernando Leal fez uma ótima intervenção com o pé.

Nos 15 minutos finais, o Botafogo foi só pressão, mas ficou só no quase e viu o Coelho vencer duas partidas seguidas pela primeira vez no Brasileirão.

AMÉRICA-MG 1x0 BOTAFOGO


Data/Hora: 24/09/2016, às 21h
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Miguel Cataneo da Costa (SP)

GOLS: Jonas, 19'2ºT (1-0)
Cartões amarelos: Juninho, Leandro Guerreiro (AME); Carli, Bruno Silva, Airton (BOT)
Cartão vermelho: Não teve.
Público/Renda: Não divulgados.

AMÉRICA-MG: Fernando Leal, Jonas, Éder Lima, Roger e Bruno Teles; Ernandes, Leandro Guerreiro, Juninho e Danilo Barcelos (Tony - 37'2ºT); Matheusinho (Pablo - 47'2ºT) e Nixon (Michael - 28'2ºT). Técnico: Enderson Moreira.

BOTAFOGO: Sidão, Emerson, Carli, Emerson Silva e Diogo Barbosa; Airton, Bruno Silva, Dudu Cearense (Rodrigo Pimpão - 20'2ºT) e Camilo (Leandrinho - Intervalo); Neilton (Gervasio Nuñez - 28'2ºT) e Canales. Técnico: Jair Ventura.