RADAR / LANCE!
01/08/2016
12:38
Rio de Janeiro (RJ)

Em um Brasileirão com disputas cada vez mais intensa em todos os cantos da classificação, o inusitado continua a entrar em campo. A 17ª rodada aumentou o acervo de curiosidades e de muitas, muitas pixotadas que assolam o país.

O LANCE! enumera o que roubou a cena nesta contagem regressiva pelo encerramento do Primeiro Turno do Brasileirão.

LAMENTÁVEL!

Victor Ramos lidou com dois momentos diferentes de violência em poucos dias. Ao entrar em campo no Orlando Scarpelli, dias após ser alvo de agressões e ameaça de morte de torcedores do Vitória, o zagueiro recebeu a solidariedade de seus companheiros de clube, com a camisa que trazia a mensagem "Violência não combina com amor. Respeito é o melhor incentivo". Em campo, porém, Victor Ramos teve um dia ruim: com faltas duras, acabou expulso no revés da equipe para o Figueirense, por 2 a 0.

FUROU A BOLA E COMETEU PÊNALTI


Lançado por Paulo Autuori, o jovem Nicolas teve uma pixotada crucial para a derrota do Atlético-PR. Ao tentar rechaçar uma bola, o lateral acertou em cheio o pé de Rogério dentro da área, e Diego Souza converteu o pênalti convertido por Diego Souza no triunfo por 2 a 0 na Ilha do Retiro.

OLHA A ANSIEDADE, GRAFITE!

Tentando tirar o Santa Cruz da má fase no Brasileirão e voltar a estufar a rede (o que não faz desde 25 de junho), Grafite quase passou por maus bocados no Independência. Ao tentar cortar um cruzamento do Atlético-MG, o atacante jogou a bola contra a meta de Tiago Cardoso, assustando a torcida da equipe pernambucana. O susto não aconteceu, mas a equipe saiu derrotada: 3 a 0 para o Galo.

É GOOOOOL... OPA!

O promissor Gustavo Scarpa foi da euforia ao susto na comemoração de um dos gols do Fluminense sobre a Ponte Preta. Após o Flu estufar a rede em Edson Passos, o camisa 40 tentou "driblar" uma placa de publicidade e... caiu em cheio. 

SUCESSO DE PÚBLICO. JÁ DE CRÍTICA...

A "matinê" para acompanhar a partida entre São Paulo e Chapecoense levou o maior público nesta edição do Brasileirão: 54.996 pagantes compareceram ao Morumbi. Porém, a maioria são-paulina saiu do estádio decepcionada: a Chape abriu 2 a 0, e o Tricolor paulista arrancou o empate em 2 a 2 na reta final.

'FOGÃO' AMIGO

O Santos contou duplamente com a "mãozinha" botafoguense para alcançar a vice-liderança do Brasileirão. Além do ex-alvinegro Lucas, que atualmente defende o Cruzeiro, ter marcado um gol contra na vitória santista por 2 a 0, após o jogo atletas santistas teriam comemorado cada gol do Botafogo no triunfo sobre o Palmeiras.

CALIBRA O PÉ, LOMBA!

A má fase do Internacional parece que chegou a Marcelo Lomba. O goleiro se atrapalhou em uma bola recuada, errou o domínio e mandou para escanteio, durante a derrota para o Corinthians por 1 a 0.

VARREU PARA DEBAIXO... DA BOLA?

Na volta do intervalo de Coritiba e Flamengo, o árbitro Ricardo Marques Ribeiro (Fifa/MG) deu um jeito meio controverso de se desfazer do papel do chiclete que ele mascava. Antes de permitir o retorno da partida, o juiz calmamente deixou o lixo no meio de campo e o "escondeu" com a bola. E segue o jogo!

LEMBRANÇA DO "MESTRE CUCA"

O clima de reencontro marcou a partida entre Botafogo e Palmeiras. Antes de a bola rolar na Arena Botafogo, alvinegros entoaram gritos em homenagem a Cuca, atual treinador do Verdão. Em campo, porém, a equipe carioca não perdoou: com show de Neílton, vitória por 3 a 1, que tirou os paulistas da liderança.

ASSIM, NÃO!

O gremista Edílson protagonizou um dos momentos mais bruscos da rodada. Na reta final do empate em 0 a 0 do Grêmio com o América-MG, o lateral-direito pôs as chuteiras na barriga de Osman e recebeu vermelho direto.