Russel Dias
17/06/2017
22:57
São Paulo (SP)

"Um burro com sorte" é o título do livro da autobiografia de Levir Culpi. Mesmo sem ler a obra, é possível ver que neste sábado o treinador do Peixe carregou um pouco da sorte para que o Peixe ficasse no empate sem gols com a Ponte Preta, no Pacaembu.

No marcador, era a Macaca quem deveria ter saído na frente, após cabeçada de David Braz e gol contra. Porém, o árbitro Igor Junio Benevenuto marcou impedimento de Elton, que subiu junto com o santista.


Pelo lance polêmico do primeiro tempo, é possível dizer que Levir teve sorte nessa, mas não foi só da fé que viveu o Peixe na partida. No início, o Alvinegro Praiano foi melhor e criou inúmeras chances com Bruno Henrique e Lucas Lima. A Macaca reagiu rápido com Emerson Sheik, que deu trabalho a David Braz e Lucas Veríssimo nos contra-ataques.

Outra polêmica, desta vez com reclamação dos mandantes, foi uma suposta falta de Rodrigo em Vanderlei, que gerou discussão com a arbitragem. Mais tarde, o zagueiro levou cartão amarelo por discussão com Bruno Henrique.

Durante grande parte, o duelo foi resumido em ataque do Santos com pleno domínio e boas respostas da Ponte, que assustou Vanderlei. Mais uma vez o camisa 1 do Peixe foi o herói e ganhou aplausos. Principalmente quando Elton esteve cara a cara, mas parou na muralha santista. Para a sorte de Levir.

Diferentemente do título do livro de Levir, o treinador teve inteligência para melhorar a saída de bola e as subidas ao ataque. Menos toque de bola pelo meio e mais penetrações no Santos, com Bruno Henrique, Ferraz, Copete e Jean Mota.

Para o azar do técnico alvinegro, Lucas Lima, de falta, e Kayke, após cruzamento, só acertaram a trave. Jean Mota passou muito perto da trave em bola parada.

Já que não foi a noite de Levir Culpi e nem do Santos no Pacaembu, mais uma má notícia. O empate quebrou a sequência de 100% de aproveitamento do Peixe no estádio. Foram 20 vitórias consecutivas desde 2014.

O ponto somado levou o Alvinegro a 13 pontos na tabela do Brasileirão e, por enquanto, o Peixe permanece na 5ª colocação. A Macaca vai a 11.

Na próxima rodada, o Santos vai a Salvador encarar o Vitória, na quarta-feira. Na quinta-feira, a Ponte recebe o Cruzeiro. 

FICHA TÉCNICA
SANTOS 0 X 0 PONTE PRETA


Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data-Hora: 17/6/2017 - 21h
Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG)
Assistentes: Marcio Eustaquio Santiago e Celso Luiz da Silva (MG)
Público/renda: 17.488 pagantes/R$ 513.190,00
Cartões amarelos: David Braz, Thiago Maia e Bruno Henrique (SAN), Jeferson, Rodrigo, Marllon e Luan Peres (PON)
Gols: -

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Lucas Verissimo e Jean Mota; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Copete (Vladmir Hernández, aos 26'/2ºT), Bruno Henrique e Kayke. Técnico: Levir Culpi

PONTE PRETA: Aranha; Jeferson, Marllon, Rodrigo e João Lucas (Luan Peres, aos 23'/2ºT); Fernando Bob, Elton e Renato Cajá (Wendel, aos 39'/2ºT); Claudinho (Lins, aos 19'/2ºT), Emerson Sheik e Lucca. Técnico: Gilson Kleina