LANCE!
14/12/2017
06:00
Rio de Janeiro (RJ)

O ano do Botafogo teve 91 gols, mas quando o torcedor do Alvinegro parar para lembrar como foram os tentos, fará cara feia. Isso porque dos cinco goleadores do time desta temporada, nenhum fecha 2017 prestigiado pela torcida: três deixaram o clube pela porta dos fundos - Roger, Guilherme e Sassá. Do 'top 5', os remanescentes, pelo menos por enquanto, são Bruno Silva e Pimpão, que por motivos diferentes, também não deixam os botafoguenses felizes. 

O artilheiro do ano do time foi o centroavante Roger, que fez 17 gols, oito só em clássicos regionais,  mas transferiu-se para o Internacional após não acertar uma renovação com o clube. A questão é que em uma entrevista recente à Espn Brasil, com a camisa preta e branca, ele demonstrou chateação com o Botafogo, que não teria pago sua operação para uma retirada de tumor, versão rebatida pela presidente do clube, Carlos Eduardo Pereira. O suficiente para o torcedor escolher o lado do mandatário. 

Bruno Silva e Rodrigo Pimpão: 9 gols

Os vice-artilheiros do Botafogo no ano são o volante Bruno Silva e o atacante Rodrigo Pimpão, com nove gols cada um. O meio-campista era idolatrado, mas caiu de rendimento na reta final da temporada, foi vaiado, fez um gesto de que estaria indo do clube e pediu desculpas, mas que não foram aceitas pela torcida.

O ano terminou e ele deu algumas declarações reforçando o desejo de atuar no Cruzeiro em 2018. No último domingo, em vídeo publicado por um amigo no Twitter, o volante disse que já estava acertado com a Raposa, clube para o qual deve mesmo se transferir, e ainda provocou o rival Atlético-MG. No dia seguinte, ele se retratou e disse que foi uma 'brincadeira', mas a torcida novamente não engoliu. 

Ao contrário de Bruno, Rodrigo Pimpão pode deixar o clube pela porta da frente, mas só no futuro.  Depende dele. Em 2017, apesar dos nove gols, ficou muito marcado por passar os últimos quatro meses sem marcar, o que totaliza um jejum de 18 jogos. 

Sassá: 8 gols 

Centroavante oriundo da base e outrora xodó dos alvinegros, ele deixou o clube após atos de indisciplina, o que, claro, já não deixa o torcedor feliz. Após acertar com o Cruzeiro, provocou o antigo clube: " Aqui é time grande", disse logo em sua apresentação na Raposa.

Guilherme: 7 gols

O atacante, que voltará ao Grêmio após um ano de empréstimo, foi o atleta que mais jogou pelo time em 2017 (61), e o quinto maior marcador, com sete tentos. Nada mal para um jogador de lado de campo e que quase sempre entrava no segundo tempo, mas não deixará saudades por ser considerado 'fominha' pela torcida. 

Em 2018, o Botafogo contará com Brenner, que terminou o ano como o sexto maior artilheiro do ano, com seis gols. Lindoso (5), Marcos Vinicius (5) e João Paulo (3) completam a lista. No ataque, o Glorioso terá também Ezequiel, promessa da base recém promovida, que fez o último gol do time no ano. Renan Gorne volta de empréstimo, mas o Botafogo ainda estuda se o manterá, assim como Tanque, que pode ir para o Atlético-GO.