Bruno Silva

O volante Bruno Silva é alvo do Cruzeiro (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Felippe Rocha e Rafael Bortoloti
13/12/2017
17:32
Rio de Janeiro (RJ)

A negociação entre Botafogo e Cruzeiro parece avançar. Após receber uma contraproposta do Alvinegro para ter o volante Bruno Silva em 2018,  a Raposa respondeu e ofereceu uma outra proposta pelo jogador de 31 anos, desprestigiado com a torcida alvinegra. A informação foi confirmada pelo agente do atleta, Carlinhos Sabiá. Os mineiros esperam uma resposta alvinegra nas próximas horas. 

Do lado do Botafogo, há algumas certezas: o clube só libera o atleta se a Raposa pagar a quantia a ser acertada (que pode incluir ainda um jogador cedido ao Glorioso) à vista. O Glorioso não aceita liberá-lo por menos de R$ 4 milhões.

O curioso é que a multa rescisória do jogador é de R$20 milhões, mas o Alvinegro tem 40% dos direitos econômicos do camisa 8 e só ganharia R$8 milhões. O time carioca também demonstrou interesse na inclusão do atacante Roni, de 22 anos, do Cruzeiro, mas emprestado ao Albirex Niigata, do Japão.  

Em caso positivo do Cruzeiro para as exigências botafoguense, a negociação pode ter final feliz já nesta quarta-feira. Em caso negativo, a permanência do volante alvinegro até o fim do ano que vem, data do fim do contrato, já passa a ser opção viável. 

Relacionamento abalado

A relação estremecida de Bruno Silva com a torcida vem aumentando aos poucos, mesmo que ela tenha encerrado o ano como vice-artilheiro do time, com nove gols. Ele caiu de rendimento na reta final da temporada (atuou 60 vezes) e foi vaiado ao ser substituído na derrota de 2 a 1 para o Atlético-GO, em pleno Nilton Santos. Ao deixar o campo, ele fez um gesto com as mãos de que estaria saindo do clube, o que causou um grande mal-estar com os torcedores. 

No dia seguinte, na reapresentação do clube, o carro dele foi cercado por um grupo de torcedores. Outros jogadores também foram cobrados na porta do Nilton Santos. Ele pediu desculpas ao torcedor pelo gesto do dia anterior, não muito bem aceitas pela torcida, mas bem vista pela diretoria, que não o puniu.

Suspenso contra o...Cruzeiro

Após o gesto de despedida, Bruno Silva não compareceu naquele que seria o reencontro dele com a torcida no Nilton Santos, na última rodada do Brasileirão, o empate em 2 a 2 contra o Cruzeiro, que acabou decretando a não ida do time à Libertadores de 2018. Ele estava suspenso, pois recebeu um cartão amarelo no jogo anterior, o que deixou alguns torcedores desconfiados.

Em entrevistas, ele vem pregando o desejo de jogar em Belo Horizonte, perto da sua cidade natal, Nova Lima. O fato da Raposa disputar a Libertadores de 2018, que seria apenas a segunda na carreira do jogador de 31 anos, também foi importante para os elogios. A torcida, claro, não gostou.  No último domingo, um amigo de Bruno Silva publica um vídeo na Internet com o volante afirmando ter chegado ao clube mineiro. Ele ainda alfinetou o rival Atlético-MG: "Frangas"