Atlético-MG realiza penúltimo treino antes de enfrentar o Fluminense, na próxima segunda-feira

Atlético-MG realiza penúltimo treino antes de enfrentar o Fluminense, na próxima segunda-feira (Foto: Bruno Cantini / Atlético)

LANCE!
19/08/2017
19:55
Belo Horizonte (MG)

Durante o treino deste sábado, na Cidade do Galo, o zagueiro Gabriel treinou normalmente depois de ficar fora das atividades de quarta, quinta e sexta-feira. O jogador sofreu uma pancada na costela durante a partida contra o Flamengo, no último domingo, e precisou se recuperar durante a semana.

Na atividade deste sábado, o técnico Rogério Micale comandou um treino tático e técnico, este focado em cruzamentos e finalizações, visando o jogo contra o Fluminense na próxima segunda-feira. Caso não realize novas alterações no time, o Atlético-MG deve entrar em campo com Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Roger Bernardo, Yago, Elias e Cazares; Luan e Rafael Moura.

Suspensos por conta do terceiro cartão amarelho, os volantes Rafael Carioca e Adilson ficam fora da partida. Enquanto isso, as estrelas Fred e Robinho ficam como opções no banco de reservas. Durante uma coletiva, Micale revelou o momento de Robinho no time, avaliando como correta a decisão de deixar o jogador na reserva neste momento.

- Queremos proporcionar ao Robinho a melhor forma de ele ficar mais confortável em campo. Quando ele estiver bem, pela forma que ele treina no dia a dia, a resposta será boa. A gente passa por fases difíceis na vida e só há um lugar em que possa ser revertida essa situação no caso de um jogador de futebol: é dentro do campo. Ele sabe que a resposta será dada em campo - explicou o comandante.

Sobre Fred, o treinador informou que a escolha por Rafael Moura para a vaga vem do bom momento que o atacante vem apresentando no Atlético-MG, exaltando suas últimas atuações.

- É uma disputa saudável entre Rafael e Fred. O Rafael deu uma assistência e fez um gol no último jogo. O Fred é artilheiro do ano. Deixa a dor de cabeça para mim. Eu não posso interromper um rendimento bom de um jogador. Se alguém surgir e estiver em um momento bom, porque não torná-lo titular? É o momento - finalizou Rogério Micale.