Leonardo Silva, do Atlético-MG

(Foto: Divulgação/Atlético-MG)

LANCE!
20/09/2016
15:27
Belo Horizonte(MG) e São Paulo

Em entrevista ao programa Bate Bola, dos canal por assinatura Espn, o zagueiro Leonardo Silva falou sobre as chances do Atlético-MG vencer o Brasileirão deste ano.  Ele fez uma alusão ao primeiro turno, quando o alvinegro engatou uma sequência  de quatro vitórias entre a nona e a 12° rodada. 

 -Temos de continuar trabalhando, pois há muito jogo pela frente e dá para chegar como fizemos no turno, quando depois de enfrentarmos o Cruzeiro engrenamos vitórias seguidas. Assim podemos nos aproximar dos líderes. 

O camisa 3 também falou sobre a importância do jogo com a Ponte Preta, nesta quarta-feira, às 19h30, no Moisés Lucarelli. A partida é válida pelo jogo de volta das oitavas de final da  Copa do Brasil.  No primeiro duelo, há três semanas, um empate em 1 a 1.  Qualquer empate a partir de 2 a 2 classifica o Atlético. Novo 1 a 1 leva a disputa para os pênaltis. Empate sem gols classifica a Ponte. 

 -Este jogo na Copa do Brasil é decisão e vamos com força total, pois não é pensamento priorizar o Brasileiro. Nosso foco maior é, sim, o Brasileirão, mas também temos disposição para lutar na Copa do Brasil. 

O zagueiro-artilheiro comentou sobre os elogios que recebeu por ter colocado o atacante do Cruzeiro, Ábila,no clássico do último domingo, " no bolso". Ele confessou que fez o dever de casa antes do jogo e pediu ajuda ao compatriota do Wanchope, Lucas Pratto. 

 -Pedimos informações ao Pratto sobre o Ábila e tentamos anular as jogadas. 

Por fim, o defensor falou do que tem sido uma tônica do Atlético-MG neste Brasileirão: a queda de desempenho no segundo tempo. Nas últimas cinco partidas- Grêmio, Vitória,  Fluminense, Sport e Cruzeiro- o Galo sofreu sete gols na segunda metade do jogo. 

 - Começamos bem, mas no segundo tempo,  a equipe por alguma mudança ,não mantém  o equilibro e a gente cede a virada ou empate.  Vamos trabalhar para manter o equilíbrio nos dois tempos.