Tentativa de bloqueio do Sesi

Tentativa de bloqueio do Sesi (Divulgação)

Web Vôlei
29/03/2019
01:59
São Paulo

O Sesi-SP passou apertado para vencer os dois primeiros sets, perdeu o terceiro, mas no final impôs o seu favoritismo e derrotou o Vôlei Um/Itapetininga por 3 sets a 1 – parciais de 26/24, 30/28, 22/25 e 25/17 -, em 1h59min de partida, na noite desta quinta-feira, no Ginásio Ayrton Senna, em Itapetininga (SP).

Com o resultado, a equipe fechou a série melhor de três das quartas de final em 2 a a 0 – já havia vencido o confronto em seu ginásio, no último sábado, por 3 a 0 – e garantiu vaga nas semifinais da Superliga Cimed Masculina 2018/2019. O adversário na próxima fase é o Sesc RJ, que eliminou o Fiat/Minas no outro playoff, também em dois jogos.

O time do técnico Rubinho está em desvantagem nos duelos contra os cariocas nesta temporada: perdeu por 3 a 0, no turno da Superliga, no Rio, venceu no returno, em São Paulo, por 3 a 0 e foi eliminado pelos rivais nas semifinais da Copa Libertadores, em fevereiro, com uma derrota por 3 sets a 2.

O oposto Alan, do Sesi-SP, foi o maior pontuador do confronto desta quinta, com 22 pontos (16 de ataque, 3 de bloqueio e 3 de saque), seguido pelo ponteiro Lipe, com 16 (13 de ataque e 3 de bloqueio). O campeão olímpico nos Jogos do Rio-2016 foi eleito o melhor em quadra e faturou o VivaVôlei. Ele recebeu o troféu das mãos de outro campeão olímpico, o ex-oposto da Seleção Brasileira, André Nascimento, um dos idealizadores do projeto em Itapetininga.

O também ponteiro Lucas Loh marcou 10 pontos de ataque e um de bloqueio para o Sesi. Pelo Itapetininga, o destaque foi o oposto cubano Sanchez, que marcou 18 pontos (16 de ataque, 1 de saque e 1 de bloqueio).

Oitavo colocado na fase classificatória, o Itapetininga entrou para o tudo ou nada contra o time da capital, que terminou a fase anterior na liderança, com apenas duas derrotas em . Com Sanchez em noite inspirada, deu trabalho nos dois primeiros sets, mas deixou a vitória escapar no final das parciais, frustrando a torcida e perdendo por 26/24 e 30/28. No terceiro set, o saque entrou, a equipe errou menos e comandou o placar desde o início – com o Sesi SP sempre colado – fechando em 25 a 22, diminuindo a vantagem do adversário.

O time da capital voltou para o quarto set imprimindo seu jogo característico, de saque forte, bom volume de jogo e poucos erros. Esteve à frente do placar desde o início, abrindo 3 pontos e administrando o placar. Em um bloqueio do central Éder, o Sesi fechou o set em 25 a 17 e o jogo em 3 a 1.