Imagem postada pelo Flamengo nas redes sociais

Imagem postada pelo Flamengo nas redes sociais (Reprodução)

Web Vôlei
08/02/2019
11:14
São Paulo

O Brasil está de luto mais uma vez neste início de 2019. Um incêndio nesta madrugada no alojamento das categorias de base do Flamengo, no Centro de Treinamentos do Ninho do Urubu, matou dez pessoas, entre funcionários e jovens atletas. Outros três foram levados para hospitais da região, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Pelas redes sociais, entidades, clubes, atletas e ex-atletas do vôlei postaram mensagens de solidariedade às vítimas da tragédia.

A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) ainda não confirmou a realização do jogo do Flamengo pela Superliga B feminina, marcado para esta noite, em Londrina.

"Hoje não é dia de brincadeiras por aqui. Hoje, o vôlei brasileiro se solidariza ao Flamengo, sua torcida, familiares e amigos das vítimas".

O Sada/Cruzeiro, atual campeão da Superliga masculina, postou a seguinte mensagem no Twitter:

"Hoje o esporte está de luto. Lamentamos profundamente a tragédia que deixou vítimas no centro de treinamento do Flamengo. Muita força aos atletas, familiares e profissionais do clube neste momento tão triste.#ForçaFlamengo", postou o clube mineiro.

Campeão da Superliga feminina na temporada 2000/2001 pelo Flamengo, o técnico Luizomar de Moura também se solidarizou com as vítimas:

"Que Deus conforte e acalente os corações das famílias e amigos desses jovens que tiveram seus sonhos interrompidos, minha solidariedade ao CR FLAMENGO!", comentou o técnico do Osasco/Audax.