Cláudio Tencati

Preocupado com o futuro do Leão, o treinador quer remontar o elenco para a continuidade da temporada (Divulgação/Vitória)

LANCE!
11/04/2019
16:12
Futebol Latino

Após as eliminações na Copa do Brasil, Copa do Nordeste e Campeonato Baiano, a paciência de quem trabalha no Vitória chegou ao fim. Recém-contratado, o técnico Cláudio Tencati promete mudanças profundas dentro do elenco.

Durante a coletiva de imprensa, o treinador não mediu as palavras, reclamou publicamente da qualidade do elenco e espera ao menos oito novos jogadores para montar o elenco que disputa a Série B a partir do dia 27 de abril.

‘A gente sabia das limitações técnicas, principalmente do setor de frente. Não à toa temos Edcarlos tem, se não me engano, três ou quatro gols, é o artilheiro do grupo, isso não pode, é absurdo para uma equipe com o recurso que deveria ter. Precisamos contratar nesse setor, entre oito a dez contratações, incluindo a base, que é um foco nosso. Não podemos mudar esse foco. Aí a pessoa se assusta com o número de contratações. Temos uma reformulação interna de sair bastante jogador. Hoje temos um elenco grande, mas com pouca qualificação. E temos que qualificar. Esse é o momento que o Vitória tem que fazer, mesmo com transição de gestão. O Vitória precisa mudar a cara da equipe, quando a gente estrear contra o Botafogo-SP, tem que ser um time diferente, com a cara do Vitória, com a cara que o torcedor quer, que seja rápido, envolvente, jogue, produza. Esse é o nosso planejamento para o período’, desabafou.

Com a intenção de remontar o elenco, Tencati deixou claro que não está preocupado com o momento político que o clube vive, já que o presidente Ricardo David está de saída.

‘Vou trabalhar para a estreia contra o Botafogo-SP, dar o meu melhor com a comissão técnica e com os jogadores, para deixar o Vitória pronto para iniciar a Série B, competir em alto nível e conquistar a Série B. Não vou me preocupar se vai ganhar fulano ou beltrano, se vão me manter. Não me importa. Vou fazer o meu melhor. O presidente Ricardo David, o vice Francisco Salles e o gerente de futebol Alarcon Pacheco me colocaram muito claro que teria essa transição. Eu prontamente aceitei o desafio. É o Vitória. Um ótimo desafio para mim. Não tenho esse receio. Única coisa que digo ao torcedor é que enquanto estiver aqui farei o meu melhor pelo Vitória’, finalizou.