Índia e Ju Pacheco - Vasco

Índia e Ju Pacheco assinaram contrato profissional com o Vasco da Gama (Matheus Lima/Vasco)

Felipe Melo e Felippe Rocha
11/02/2022
17:23
Rio de Janeiro (RJ)

O time feminino do Vasco tenta se desenvolver. E deverá, em breve, acertar com dois patrocinadores exclusivos para a categoria. Os espaços e os nomes das empresas são mantidos em sigilo, mas são passos a mais para a equipe, que também assinou recentemente com duas atletas.

São elas a lateral Índia e a volante Ju Pacheco. O clube tem assinados também contratos de formação com dez jogadoras das categorias de base, o que protege o Cruz-Maltino de eventual saída das atletas sem haver compensação financeira. Os acordos foram selados na tarde desta sexta, em São Januário, e são válidos até dezembro de 2023.

+ Ainda não é assinante do Cariocão-2022? Acesse www.cariocaoplay.com.br, preencha o cadastro e ganhe 5% de desconto com o cupom especial do LANCE!: GE-JK-FF-ZSW

Natural de Tefé (AM), Índia chegou ao Vasco em 2020 e tem 27 anos. Polivalente, a atleta é lateral-direita de origem, mas também pode atuar em outras posições e setores como no meio de campo e pela esqueda. Na temporada passada, ela marcou três gols e deu quatro assistências.

– Quero agradecer ao Vasco da Gama por me dar a oportunidade de assinar meu primeiro contrato profissional. Me sinto extremamente feliz e realizada. É um sonho, não só para mim, mas para outras meninas também. Faz muito tempo que o Vasco não tem contratos profissionais e a gente vê isso como uma melhora para o futebol feminino crescer cada vez mais – disse Índia ao site oficial do clube. 

+ Confira  e simule a tabela do Campeonato Carioca

Ju Pacheco, por sua vez, tem 22 anos e nasceu em São Gonçalo, no Rio de Janeiro. Ela atua no Cruz-Maltino desde os 12 anos, é volante, e capitã do time comandado por Antony Menezes. Em 2021, a atleta marcou três gols.

– Eu estou muito feliz. Esse ano completo 10 anos aqui no clube e é a primeira vez que tem contrato profissional para o futebol feminino. Fico feliz de ser a primeira e espero que mais meninas possam ter essa oportunidade – destacou Ju Pacheco.