Vasco x Flamengo Leandro Castan

O capitão Leandro Castan teria reclamado acintosamente com o árbitro Rafael Traci (Celso Pupo/Fotoarena)

Felippe Rocha
07/11/2019
15:10
Rio de Janeiro (RJ)

O Vasco perdia para o Palmeiras, na noite desta quarta-feira, e precisou tentar o empate nos últimos minutos com um jogador a menos. Leandro Castan fora expulso, e o árbitro Rafael Traci relatou na súmula do jogo que teria sido ofendido repetidas vezes pelo capitão vascaíno. Confira:

"Pelo fato de após ter recebido uma advertência, com o cartão amarelo,
ato contínuo ter se dirigido a mim com as seguintes palavras: "vai se f...", de forma acintosa e agressiva, sendo expulso de forma direta. Após expulso, e ainda dentro do campo de jogo, continuou reclamando de forma agressiva com o dedo em riste sendo contido pelos seus companheiros. Informo ainda que me senti ofendido com as palavras proferidas pelo referido atleta."

TABELA
> Confira a classificação e o simulador do Brasileiro clicando aqui


Detalhe: Leandro Castan estava pendurado por dois cartões amarelos na competição e, após receber mais um contra o Palmeiras, já não poderia jogar contra o CSA, no domingo. Como foi expulso por cartão vermelho direto e não por um segundo cartão amarelo, terá de cumprir dois jogos de suspensão.

Toda situação de cartão vermelho gera denúncia automática da Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Castan pode ser enquadrado no artigo 258-II, que fala sobre desrespeito ao árbitro, ou o 243, que trata de ofensa à honra, com possibilidade de pena maior.

Menos um problema:
​O mesmo árbitro Rafael Traci relatou que um "pacote cheio de gelo" foi atirado no gramado. Mas a mesma súmula relata que o torcedor que causou o transtorno foi identificado e levado à delegacia do estádio.

placeholder