Marrony e Lucas Santos - Vasco

Lucas Santos com Marrony. Um deslanchou no time profissional, o outro ainda não (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Felippe Rocha
30/03/2020
07:10
Rio de Janeiro (RJ)

Em 2017 já se falava de Lucas Santos. O meia-atacante apelidado de Robinho - por semelhanças vistas com o ídolo do Santos - brilhava na base do Vasco e o sucesso no time profissional parecia questão de tempo. De pouco tempo. Só que o tempo passou, muita coisa aconteceu na carreira da promessa e, hoje, ele pouco é relacionado para as partidas.

A primeira chance como profissional foi em 2018. De lá para cá, voltou ao time de juniores, se destacou na Copa São Paulo de 2019 e foi definitivamente promovido ao time principal. Poucos meses depois, rumou para o CSKA por empréstimo. Acabou não sendo comprado para ficar em definitivo. Mais um recomeço em São Januário.

Lucas tem apenas 21 anos. Passou por diferentes treinadores, foi utilizado como armador central e como ponta, mas ainda não se destacou. Tão reconhecido quanto o talento do jovem era a desconfiança de que o aspecto físico fosse um limitador para além das categorias de base: 1,64 metro e 62kg.

Não necessariamente por isso ele ainda não despontou. Mas é fato que ele parece cada vez mais para o fim da fila. Esta temporada, com Abel Braga, a esperança caiu sobre Gabriel Pec e, posteriormente, o treinador optou por nem levar meias para os jogos. Com um novo comandante a ser contratado, mais uma esperança surge sobre Lucas Santos.