Lisca - Vasco

Lisca disse que irá trabalhar para o Vasco não errar mais diante do Avaí, na segunda-feira (Rafael Ribeiro / Vasco)

LANCE!
03/09/2021
22:09
Rio de Janeiro (RJ)

O Vasco novamente pecou em erros individuais e apenas empatou por 1 a 1 com o Brasil de Pelotas, penúltimo colocado, em São Januário. Um lance polêmico tomou conta do jogo, já que a arbitragem marcou impedimento no gol de Daniel Amorim, mas o jogador estava bem atrás. Em coletiva de imprensa, Lisca lamentou os erros individuais do time e criticou a decisão da arbitragem. 

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro 

- Os erros individuais são difíceis para o treinador resolver. Talvez mudando o time, mudando situações. Mas nós não podemos mais errar. Não adianta errar e pedir desculpas, dizer "eu errei". "Desculpa, errei de novo". Não podemos mais entregar gols como vem acontecendo. Mas nenhum erro é de propósito, nenhum jogador entra ali para errar. Os erros acontecem durante a partida. Infelizmente, para nós, em lances capitais do adversário. Hoje, o Brasil praticamente não criou nenhuma chance - disse o treinador, que em seguida explicou as possíveis soluções:

+ ATUAÇÕES: Daniel Amorim marca e empata para o Vasco; Vanderlei falha feio e Cano perde pênalti em São Januário


- Demos o gol para o Brasil. A solução vem na conversa. No comprometimento dos jogadores e na alternância dos jogadores, vamos estudar para minimizar isso e diminuir essa sequência de erros individuais que atrapalham, principalmente quando você está superior no jogo e acaba saindo atrás. Mas a equipe lutou, batalhou, os meninos entraram bem - analisou.

No segundo tempo, quando o Vasco estava atrás no placar e pressionava, Andrey chutou de fora da área e acertou a trave do goleiro do Xavante. No rebote, Daniel Amorim colocou a bola no fundo da rede. A arbitragem marcou impedimento e não consultou o VAR. A CBF alegou que não pode traçar as linhas, algo que já aconteceu no passado com o Vasco, no jogo contra o Internacional na temporada passada.

- Gente, desculpa, mas o gol anulado. É lamentável o que aconteceu hoje aqui em São Januário. Dentro de São Januário, com VAR e tudo, com bandeira, VAR em cima, juiz, comunicação. Não tem como dar aquele impedimento. Não tem como, acabei de ver o lance lá dentro. O Daniel vem de trás depois do chute do Andrey. Está bem claro, tem dois zagueiros dando condição. O zagueiro mais aqui pelo lado direito Além dos nossos erros, estão errando demais contra nós. A arbitragem errou no jogo do São Paulo, errou hoje de novo, errou no ano passado, no jogo capital do Vasco contra o Internacional. Também não teve as linhas traçadas, e agora - criticou, e emendou:

- Vocês vão dizer "Ah, a arbitragem, polêmica", Mas hoje o jogo foi decidido pela arbitragem. Um impedimento ridículo que foi marcado. O bandeira foi no protocolo esperando as linhas. Tem que rever esse protocolo. Porque o bandeira levanta, vamos olhar o lance. Mas não tem como olhar. E prevalece a decisão do campo, totalmente equivocada. Não sei o nome do bandeira. Mas oque vai acontecer Não vai acontecer nada. Já foram várias vezes contra o Vasco. É difícil temos que manter a cabeça no lugar, corrigir os erros ara segunda-feira. Muita conversa, treinar muito, ser bem assertivo e erro "0" nos próximos jogos. Estamos no estado de emergência, e os erros nos atrapalham muito nos resultados - finalizou. 

O Vasco volta a campo na próxima segunda-feira, às 20h, na Ressacada, diante do Avaí. O jogo será válido pela vigésima terceira rodada da Série B, a quarta do returno.