David Nascimento
15/07/2018
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

A missão do Vasco nesta segunda-feira para avançar na Copa do Brasil não é fácil. Às 20h, receberá o Bahia, em São Januário, pela volta das oitavas de final da competição, precisando ao menos vencer por três gols de diferença para provocar os pênaltis na disputa pela classificação depois de ter perdido o jogo de ida por 3 a 0. Apesar de não ser fácil, a missão cruz-maltina também não é impossível. Conhecido como "time da virada" por diversas ocasiões importantes ao longo da história, o técnico Jorginho pegou uma em especial para motivar o atual elenco: a final da Copa Mercosul em 2000.

Há 18 anos, em São Paulo, o Vasco protagonizou uma das maiores reviravoltas do esporte. Após ir para o intervalo perdendo por 3 a 0 para o Palmeiras, o Cruz-Maltino demonstrou um poder de superação absurdo, com quatro gols no retorno, vencendo o Alviverde por 4 a 3. A vitória valeu o título da Copa Mercosul e até hoje é conhecido como "Virada do Século". A partir da concentração na noite deste domingo, nas palestras, o técnico Jorginho passará esta história ao elenco, de olho em que o feito se repita, guardada as devidas proporções sobre as disputas entre as temporadas.

Treino Vasco
Jorginho conversa com o elenco do Vasco (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

- Foi uma virada improvável e que com certeza serve de inspiração para todos nós. É algo que vou falar para os jogadores no vestiário. Na verdade, os que trabalharam comigo na minha primeira passagem como treinador já conhecer naturalmente essa história, mas é importante relembrar esse feito. É claro que foi num jogo só. Estávamos tomando de três do Palmeiras e conseguimos uma virada excepcional com um jogador a menos em campo. Conseguimos nos superar e nos reorganizar taticamente, revertendo assim o resultado. Foi a maior virada que participei no futebol - lembrou o treinador - ele estava em campo na oportunidade.

São Januário estará lotado para a partida desta segunda-feira. Na manhã deste domingo, os jogadores do Vasco fazem no estádio o último treinamento antes da "decisão" pela Copa do Brasil. Para que o elenco já entre motivado em campo diante do Bahia, a atividade que começa às 9h deste domingo será aberta aos torcedores, que prometem empurrar os atletas a cada segundo até o apito final. Até porque todo vascaíno já sabe: as viradas deste porte no futebol são improváveis, mas não são impossíveis de acontecer. Ainda mais para o Vasco, com tradição a fazer viradas ficarem cada vez mais propagadas.

placeholder