Maxi López, Martin Silva e Yago Pikachu

Maxi, Martin e Pikachu são as referências do inexperiente elenco vascaíno (Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

LANCE!
10/11/2018
06:50
Rio de Janeiro (RJ)

Seis jogos que decidirão a permanência do Vasco na primeira divisão. E em meio a conflitos políticos e um desempenho pouco vistoso em campo, o torcedor segue esperançoso que o clube se afastará da zona de rebaixamento - e quem sabe, busca uma vaga na Sul-Americana de 2019. Para isso, dependem de um trio 'cascudo' que tem a confiança do treinador, diretoria e torcida: Maxi López, Martin Silva e Yago Pikachu.

Com elenco pouco planejado e atletas inexperientes na Série A, o trio tem a tarefa de 'segurar a bronca' nos momentos de crise. Martin e Pikachu eram os principais nomes e vestiram a braçadeira de capitão durante o ano e o centroavante argentino chegou para elevar o patamar da equipe. Eles são as apostas para buscar pontos valiosos contra o Grêmio neste domingo. 

- Nós precisamos fazer uma partida quase perfeita. Temos que qualificar nossa fase defensiva ao máximo. Aproveitar as oportunidades que surgirem no ataque, transformá-las em gols, e procurar fazer o Vasco vencer esse jogo - afirma Valentim.

Na última partida, a boa atuação de Martin Silva garantiu que o Vasco não sofresse gols. Yago Pikachu é o artilheiro da equipe na temporada e costuma aparecer nos momentos decisivos. E a qualidade de Maxi López, enfrentando seu ex-clube, pode fazer a diferença em Porto Alegre.

- Tem muita qualidade na finalização e também para servir um companheiro. Inteligente. Precisamos muito dele para essa nossa partida também. Mas é difícil ficar citando apenas um jogador. Quando eu falo de uma partida quase perfeita, estamos falando de 14 jogadores: os 11 que vão começar e os três que vão entrar durante o jogo, que é o que regra me permite usar - explica o treinador.


MARTIN SILVA

Martín Silva
Martin Silva é um dos ídolos da torcida(Divulgação/Vasco)

Titular absoluto, chegou a ser questionado pela torcida por uma série de jogos abaixo da média. Porém, nos clássicos e em jogos decisivos, foi fundamental para o Vasco se manter firme. É ídolo nas arquibancadas e carregava a braçadeira de capitão até a chegada de Alberto Valentim. São 241 jogos pelo clube desde que chegou, em 2014.

YAGO PIKACHU

Vasco x Cruzeiro - Pikachu
Pikachu é o artilheiro da temporada (Rafael Ribeiro/Vasco)

Em sua melhor temporada pelo Vasco, o lateral (agora atacante) está perto de bater sua melhor marca da carreira em um ano. São 18 gols marcados, o artilheiro da equipe em 2018. E muitos deles em momentos decisivos: neste Brasileirão, abriu o placar 8 vezes. Pode atuar em duas posições e costuma aparecer nos momentos difíceis.

MAXI LÓPEZ

Maxi López - Vasco
Maxi é a contratação do ano (Marcelo de Jesus/RAW-IMAGE)

A grande contratação da temporada caiu como uma luva no Vasco. Além do grande desempenho em campo, assumiu o papel de líder do elenco e virou referência aos menos experientes. Desde que chegou, participou de 73% dos gols da equipe na competição e elevou o patamar da equipe. É a esperança do time na reta final.

placeholder