Cano e Salgado - Vasco

Cano recebeu uma placa do presidente Jorge Salgado (Rafael Ribeiro/Vasco)

André Garone
08/05/2021
21:23
Rio de Janeiro (RJ)

Germán Cano segue escrevendo sua história com a camisa do Vasco. No dia em que recebeu uma placa do presidente Jorge Salgado, por ter se tornado o maior artilheiro estrangeiro do clube neste século, com 29 gols, o atacante entrou em campo e marcou mais um, garantindo a vitória vascaína por 2 a 1 sobre o Madureira, resultado que colocou o time na decisão da Taça Rio. 

Cano agora é também, de forma isolada, o 3º maior goleador estrangeiro de todos os tempos do Cruz-Maltino, com 30 gols. O argentino deixou para trás seu conterrâneo Alfredo González, que estufou as redes 29 vezes em 56 partidas pela equipe de São Januário entre 1940 e 1941. O atual centroavante entrou em campo em três jogos a mais.

Apenas dois jogadores nascidos fora do Brasil aparecem à frente do camisa 14: Villadoniga, uruguaio que brilhou no clube entre 1938 e 1942, e Silvio Parodi, paraguaio, que jogou pelo Vasco no meio da década de 50. Veja os números:

MAIORES ARTILHEIROS ESTRANGEIROS DA HISTÓRIA DO VASCO
– Fonte: Blog do Garone

1º – Villadoniga – 1938-1942 – uruguaio – 83 gols
2º – Silvio Parodi – 1954-1956 – paraguaio – 37 gols
3º – Germán Cano – 2020-2021 – argentino – 30 gols
4º - Alfredo González – 1940-1942 – argentino – 29 gols
5º – Petkovic – 2002-2004 – sérvio – 28 gols