Vasco x Macaé

Vinícius como titular é uma das novidades apresentadas pelo Vasco de Ramon Menezes (Rafael Ribeiro / Vasco)

Felippe Rocha
09/07/2020
07:30
Rio de Janeiro (RJ)

Vinícius foi alçado a titular, assim como Ricardo Graça. Andrey segue protagonista. Parece e é verdade que o Vasco de Ramon Menezes valoriza a base. Mas é preciso ter calma. Apesar destas opções, o treinador vai escalar o time com base no que entender que tem de melhor, não por serem criados em São Januário. Ele mesmo explica.

- Eu não posso pensar assim. Tem vários oriundos da base. Talles, Andrey, Ricardo. Vejo Andrey em condições de jogar na Europa. Ele se tornou uma referência de superação. Jovem, mas esteve fora do time. Vai evoluir muito. Tem o Bruno Gomes - lembrou, ao canal "Atenção Vascaínos". E concluiu:

. É normal, quando jogar, se fizer o que se espera dele, ter interessados. O Talles é uma realidade. Passa pela minha cabeça recuperar atletas. Lucas Santos era bola da vez. Jogou Estadual, vai para a Rússia, volta... e a cabeça desse atleta? As escolhas não podem partir.... tem que ser em cima do time. Da sequência - explicou, questionado sobre a necessidade de venda de jogadores por parte do clube.

A torcida vascaína, tão carinhosa com sua base, observa jogadores surgirem em profusão e serem quase a metade (cinco de 11) do atual time titular. Há reservas buscando espaço nos três setores e jovens, ainda no time sub-20, também lutando por espaço, como Caio Lopes.

Por outro lado, o departamento de futebol entende ser necessário ir ao mercado e, no próprio elenco, há jogadores mais experientes que serão importantes ao longo da temporada que se desenha de calendário apertado. Claudio Winck, Fellipe Bastos e Bruno César, utilizados pelo treinador, são exemplos.

Fora o amadurecimento da jovem estrela do time. Talles Magno, promessa em 2019 e mais marcado em 2020, sofreu uma fratura no pé esquerdo ainda no Carnaval. Voltou, mas ainda não fez o que dele se espera. 

- O Talles Magno vai crescer. Já mostrou do que é capaz. É um jovem jogador que vinha de lesão, parado. Estamos seguindo um protocolo. Ele não está em condição de fazer 90 minutos. No segundo tempo dele, a movimentação foi interessante. Ele vai ter que estar muito preparado, entender a dobra na marcação sobre ele - avaliou Ramon Menenes após o jogo contra o Madureira.

Dando oportunidade a uns, tendo paciência com outros... Ramon vai se adaptando à vida de treinador do Vasco. Os jovens vão, sim, tendo espaço. Mas não apenas por serem jovens.