Vinícius Faustini
28/03/2019
23:43
Rio de Janeiro (RJ)

Foi com uma dose de drama exagerada, mas o Vasco garantiu sua classificação para a final da Taça Rio. Tiago Reis, com seu poder de decisão mais uma vez, garantiu o triunfo por 1 a 0 sobre o Bangu nesta quinta-feira, no Maracanã, em jogo válido pela semifinal da Taça Rio no qual a equipe esbarrou na falta de pontaria e suou para furar o bloqueio adversário.

Com o triunfo (em jogo marcado por longa espera com o VAR), a equipe de Alberto Valentim (que já é campeã da Taça Guanabara) fará a decisão do segundo turno do Estadual contra o Flamengo, neste domingo, às 16h. O título do torneio é visto como crucial para o Cruz-Maltino: credenciará a equipe para a final do Carioca e com a vantagem de dois empates.


Indo pelas beiradas
Precisando da vitória (tanto para garantir a classificação quanto para se redimir de seu desempenho recente), o Vasco partiu para o ataque, depositando suas fichas em jogadas pelos lados. Danilo Barcelos alçou e, após desvio na área, Rossi bateu, mas foi travado pela zaga. Logo depois, Jefferson Paulino espalmou nova tentativa do camisa 7. Tiago Reis ainda tentou, mas mandou nas nuvens.

Acerta o pé, no Bangu tem goleiro!
Adotando uma postura bastante cautelosa, o Bangu teve um trunfo e tanto para abafar o grito de gol cruz-maltino na etapa inicial no Maracanã. Bruno César encheu o pé e parou em grande defesa de Jefferson Paulino. Definido como "melhor goleiro do Brasil" pela animada torcida banguense, o camisa 12 esticou-se para impedir conclusões de Danilo Barcelos e Bruno César. Além disto, viu o Vasco tropeçar na pontaria: o camisa 10 e Rossi concluíram rente à trave, enquanto Marrony isolou. Do outro lado, equipe de Ado Souza deu alguns calafrios aos vascaínos: Yaya Banhoro deu um chutaço e fez Fernando Miguel se desdobrar para defender. Nos acréscimos, o goleiro do Cruz-Maltino ainda salvou batida rasteira de Anderson Lessa.

Garoto de ouro
Nem mesmo a forte chuva na volta do intervalo esfriou o ímpeto do Vasco. Em meio a escorregões no gramado, o Cruz-Maltino seguiu pressionando um Bangu que se recuou ainda mais. Lucas Mineiro cabeceou rente à trave. Jefferson Paulino salvou finalização cruzada de Danilo Barcelos e tentativa de longe de Bruno César. Mas coube ao jovem Tiago Reis, outra vez, mostrar poder de decisão. Após cruzamento de Rossi, o camisa 27 subiu entre os zagueiros, cabeceou e furou o bloqueio banguense.

VAR, após suspense, anula gol do Bangu
Embalado, o Vasco desperdiçou novas chances com Rossi e Tiago Reis. Contudo, a aposta de Ado Souza em uma formação ofensiva fez os banguenses equilibrarem as ações. Dieyson assustou em cobrança de falta. Até, aos 29, a polêmica entrar em campo: em contra-ataque, Marcos Júnior encontrou Anderson Lessa livre na área. O atacante, sozinho, tocou na saída de Fernando Miguel, mas sua comemoração foi abafada pela marcação de impedimento da assistente Andréa Izaura Maffra Marcelino de Sá. Passados três minutos de espera, o árbitro Wagner do Nascimento Magalhães, cercado pelos jogadores dos dois times, anulou a jogada.

Inversão de papéis
A reta final foi marcada por uma inversão de papéis. Aos trancos e barrancos, o Bangu partiu em busca de um gol salvador, abusando de bolas alçadas por Alex Chander e Dieyson e testando a zaga vascaína. Em sua única grande chance, após um bate e rebate, Jairinho mandou por cima do travessão. O Vasco, mesmo que com uma dose de drama exagerada no final e se dando ao luxo de perder oportunidades, assegurava sua presença na final da Taça Rio.

FICHA TÉCNICA

BANGU 0x1 VASCO

Data-Hora:
28-03-19 - 21h30
Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ) Nota L!: 6,0 - Acertou ao anular o gol de Anderson Lessa. Porém, não devia se deixar cercar pelos jogadores enquanto espera a decisão do VAR.
Assistentes: Rodrigo Henrique Figueiredo Correa (RJ) e Andréa Izaura Maffra Marcelino de Sá (RJ)

Cartões amarelos: Yaya Banhoro (BAN), Leandro Castan (VAS)

Gol: Tiago Reis, 11/2º T (0-1)

BANGU: Jefferson Paulino; João Lucas (Robinho, 44/ 2º T), Rodrigo Lobão, Anderson Penna e Dieyson; Felipe Dias (Alex Chander, 35, 2º T), Marcos Junior, e Felipe Adão (Rhainer, 16, 2º T); Yaya Banhoro, Jairinho e Anderson Lessa. Técnico: Ado Souza

VASCO: Fernando Miguel; Raúl Cáceres, Werley, Leandro Castan e Danilo Barcelos; Bruno Silva, Lucas Mineiro, Bruno César (Thiago Galhardo, 34, 2º T), Rossi (Marcelo Mattos, 48, 2º T) e Marrony; Tiago Reis (Yago Pikachu, 40/ 2º T). Técnico: Alberto Valentim

placeholder