Alexandre Pássaro

Alexandre Pássaro se descontrolou e xingou o árbitro, segundo relatos presentes na súmula (Rafael Ribeiro/Vasco)

LANCE!
30/06/2021
23:53
Goiânia (GO)

A derrota do Vasco para o Goiás por 1 a 0 terminou em confusão, com direito a expulsão do meio-campista Juninho. Na súmula, o árbitro Douglas Marques das Flores (SP) relatou ter sofrido ofensas e xingamentos do diretor executivo de futebol do Cruz-maltino, Alexandre Pássaro. Segundo o relato, palavras como "vagabundo" e "ladrão" foram ditas pelo profissional durante o ocorrido.

- Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro 


> ATUAÇÕES: Vanderlei se destaca na derrota do Vasco para o Goiás

- Informo que ao entrar no túnel do vestiário da arbitragem, o diretor de futebol, sr. Alexandre Pássaro Filho, da equipe Club de Regatas Vasco da Gama, estava presente e proferiu as seguintes palavras: "Você é culpado disso seu ladrão, deu um cartão para o Vanderlei por cera e depois não deu para o Tadeu seu vagabundo". Informo que me senti ofendido com as palavras ditas pelo diretor citado acima - disse o árbitro. 

> Veja momentos em que o Vasco defendeu as causas sociais

Após a confusão, o goleiro Vanderlei relatou que os jogadores do Goiás fizeram gracinhas e passaram o pé por cima da bola depois que abriram o placar. Durante a partida, o volante Bruno Gomes tomou dois amarelos e com apenas cinco minutos foi expulso pela segunda vez seguida na competição (ele voltava de suspensão).  

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Na próxima rodada, o Vasco enfrenta o Confiança-SE, no sábado, às 16h30, em São Januário. O time, que segue com 10 pontos na oitava colocação, terá diversos desfalques. Além de Juninho e Bruno Gomes, expulsos, Léo Jabá, Morato e Matías Galarza tomaram o terceiro cartão amarelo e não poderão entrar em campo.