icons.title signature.placeholder Raphael Bózeo e Walace Borges
27/10/2012
07:32

Não há uma fórmula exata para ser ídolo em um grande clube como o Botafogo, mas Seedorf está seguindo os passos de Túlio, sem dúvida o maior do Glorioso nos últimos 30 anos, para marcar o nome dela na História alvinegra.

Quem for ao Engenhão neste sábado para ver o jogo contra o Atlético-GO, marcado para às 18h30, com transmissão em tempo real pelo LANCENET!, além de ver Seedorf, poderá matar a saudade de Túlio Maravilha ou, para alguns, levar seus filhos que não tiveram a oportunidade de vê-lo em campo. Ele joga pelo sub-23 do Glorioso, às 15h30, contra o Boavista, em busca do milésimo gol, de acordo com as contas dele.

As semelhanças são muitas, a começar pelo objetivo de resgatar o orgulho da torcida, conquistar um título nacional e voltar a disputar a Copa Libertadores após muito tempo. A engenharia financeira para contratá-los também. Para ter o holandês, o Botafogo precisou de uma quantia fora dos padrões. O clube também teve de se esforçar para tirar Túlio do Sion, da Suíça, em 94.

Para alegria geral, o retorno veio rápido nos dois casos. O Maravilha foi artilheiro do Carioca e do Brasileiro já na sua primeira temporada. O atual camisa 10 já agradou com gols importantes e atuações de gala que encantaram a torcida.

O carisma também é a marca registrada da dupla. Túlio prometia gols e cumpria, e não parava de inventar comemorações. Seedorf encantou a todos logo em sua primeira coletiva com seu famoso sorriso.

Túlio fez o que se esperava dele. Foi o condutor do título brasileiro em 1995 e, de quebra, foi artilheiro da competição. Em 1996, lá estava o Botafogo na Libertadores, após 23 anos. Seedorf tem mais “currículo” do que Túlio, mas se tratando de Botafogo, ainda não. Esse encontro será imperdível para todo botafoguense!

COM A CABEÇA NO SÃO PAULO

A vitória contra o Figueirense por 2 a 0 diminuiu a diferença para o quarto colocado, o São Paulo, de 11 para oito pontos, e o sonho de conquistar uma vaga na Libertadores segue vivo. No mesmo horário em que enfrenta o Atlético-GO, o Botafogo estará ligado na partida do Tricolor Paulista contra o Sport, na Ilha do Retiro.

Em caso de vitória do Glorioso e derrota do São Paulo, a diferença diminui para cinco pontos, o que faz o Alvinegro entrar de vez na briga por uma das vagas na competição internacional.

Além do Tricolor, Vasco e Inter também estão na briga pela vaga. O Cruz-Maltino tem dois pontos a mais que o Glorioso e enfrenta o Corinthians, neste sábado. Com um ponto a mais, o Colorado joga contra o Palmeiras.

SEMELHANÇA ENTRE SEEDORF E TÚLIO MARAVILHA

Investimento alto

Seedorf: Após 13 meses de negociação, o Botafogo acertou com Seedorf e pagou um salário em torno de R$ 600 mil ao holandês.

Túlio Maravilha: Em alta no Sion-SUI, Túlio recebeu proposta alta do Botafogo e aceitou. Chegou para ser a estrela do time.

Carisma

Seedorf: Logo nos primeiros dias, atendeu a torcida e distribuiu autógrafos. Sempre chamou atenção por seu carisma.

Túlio Maravilha: O rei da irreverência! Brincava com os torcedores, prometia gols e encantava o público com suas brincadeiras.

Resposta rápida

Seedorf: Aos 36 anos, o astro não sentiu o peso da idade e mostrou logo que é craque. Fez gols importantes e ótimos jogos.

Túlio Maravilha: Logo em sua estreia, fez três gols. Nos dois primeiros anos, foi artilheiro do Carioca e do Brasileiro, em 1994 e 1995.

Referência

Seedorf: Chegou para ser o principal jogador do time e resgatar o carinho da torcida.

Túlio Maravilha: Foi contratado para ser o homem-gol e ídolo da torcida alvinegra.