Alexander Zverev

USTA

TÊNIS NEWS
05/09/2020
12:14
Nova York (EUA)

Alexander Zverev explicou que preferiu esperar por não ser culpa nem de Adrian Mannarino e nem do US Open, mas sim por questões políticas e ainda disse o motivo para estar tão relaxado mesmo com o jogo sem horário.

O jogo contra o francês cabeça de chave 32 foi atrasado em mais de duas horas em virtude do governo do estado de Nova York (Andrew Cuomo) ter intervido e pedido para que o jogador francês fosse mantido em quarentena após o contato com Benoit Paire no final de semana anterior. Paire testou positivo para COVID-19 e onze jogadores, maioria franceses, ficaram em uma bolha dentro da bolha do torneio, mas foram permitidos jogar pela prefeitura da cidade.

"Claro que estava relaxado.O que eu fizer em quadra não depende tanto do que fizer logo antes da partida. Estava relaxado vendo outra partida. O que se supõe que eu deveria fazer ? Estava em meu camarote e não me dei conta que a câmera me focava tanto, só me dei conta depois de que apareci sem camisa na televisão", disse o alemão que mexia no telefone enquanto a notícia do atraso do jogo e os motivos circulavam pela internet.

"Jogar ou não, não estava em nossas mãos. Não era uma decisão nem do torneio, nem dos jogadores. Isso se daria por política, por coisas maiores que nós. Simplesmente estavamos esperando e nos disseram que o prazo máximo seria 17h (18h de Brasília) caso fossemos jogar. As possibilidades de jogar foram muito pequenas, por um momento achei que não jogaríamos".

Zverev revelou que ele mesmo quis jogar dando tempo para que o caso fosse solucionado: "No fim das contas encarei essa situaçãi pensando no que aconteceria se eu estivesse em seu lugar. Eu gostaria que meu oponente e meus companheiros tivessem tido certa empatia. Não foi culpa dele (Mannarino), nem tampouco do US Open. Havia política no meio, essa era a situação".

"No fim, eu poderia ter dito que queria jogar na hora marcada (14h30 locais) e se meu rival não aparecesse, má sorte. Mas pelo meu ponto de vista, esperar seria a decisão correta. Por isso também esperei. Tinha que dar a oportunidade de jogar. Essa foi a situação que nos encontramos e por sorte pudemos jogar. Creio que foi melhor, para os dois".

Zverev venceu o encontro da terceira rodada por 6/7(7/4) 6/4 6/2 6/2 e se garantiu nas oitavas de final.