Federer desembarca em Perth para a Copa Hopman 2019

Divulgação

TÊNIS NEWS
12/01/2019
12:00
Melbourne (Austrália)

Roger Federer foi mais uma celebridade do tênis a se pronunciar sobre a aposentadoria de Andy Murray anunciada na sexta-feira por conta de problemas no quadril. O britânico vai terminar a carreira até Wimbledon e pode até desistir após a Austrália.

‘Me tocou muito", disse Federer ao jornal Sunday Age da Austrália: "Claro que víamos o Andy com dificuldades em seu quadril por algum tempo. Queremos alguém que esteja feliz em se aposentar, o problema é que não foi a decisão dele e sim do corpo dele que naturalmente doí", seguiu o suíço.

"Ele ganhou Wimbledon, Olimpíada, se tornou número 1. Isso é ter falta de sorte ? Não sei. Sempre digo que você pode ter ótimas carreiras de lado a lado. Talvez no ponto daqui da Austrália pode ser porque perdeu cinco finais e nunca ganhou uma, talvez por isso vocês o amem mais aqui pois nunca conseguiu".

"Mas não acho que ele vá dizer que não tenha tido sorte. Ele trabalhou muito duro e se tornou número 1 e todos os grandes que venceu ele mereceu. Ele fez a Escócia orgulhosa. Deixou tudo, isso não temos dúvidas. Ele ainda deveria estar orgulhoso mesmo estando chateado na coletiva, não foi legal ver aquilo".