Bruno Soares e Mate Pavic

Mike Lawrence / USTA

TÊNIS NEWS
10/09/2020
20:43
Nova York (EUA)

Bruno Soares celebrou a conquista do bicampeonato do US Open conquistado nesta quinta-feira ao lado do croata Mate Pavic. Ele revelou ter tido COVID-19 pouco antes da viagem aos EUA, mas conseguiu se recuperar a tempo para jogar Cincinnati e depois Nova York.

O mineiro repetiu a dose de 2016 e ergueu seu terceiro Grand Slam da carreira (venceu o Australian Open de 2016) em simples e sexto no total contando os canecos em mistas. A vitória foi por 7/5 6/3 na final contra o croata Nikola Mektic e o holandês Wesley Koolhof.

"Me sinto incrível. Um Grand Slam é um Grand Slam. É para isso que jogamos. Não tivemos um início muito bom no ano em termos de tênis, algumas duras derrotas , lesões e depois esse mundo louco. Mas voltar e ganhar um Grand Slam me faz sentir muito bem agora. Trabalhamos muito semana anterior (de Cincinnati) que perdemos na estreia. tinha vindo de 15 dias difíceis tendo COVID-19 então não tive muito treinologo antes daqui. É muito especial esse troféu conosco agora".

Pavic complementou: "Tivemos um torneio muito duro, com cinco partidas duras. Nossos poponentes sacaram pro jogo na segunda partida...saímos de todas essas situações, construímos confiança, jogamos melhor e melhor".