Kirsten Flipkens em festa de jogadoras da WTA

Foto: Jimmy48

Tênis News
03/09/2020
13:25
Nova York

Em entrevista coletiva após perder em três sets da norte-americana Jessica Pegula, a belga Kirsten Flipkens falou que não acredita que sua derrota tem a ver com o protocolo sanitário imposto pelo US Open, que a manteve isolada após contato com Benoit Paire.

"Eu não vou usar isso como desculpa. Sinceramente, eu poderia ter colocado isso de lado tranquilamente. Claro que mentalmente não é fácil que algo aconteça desta forma, especialmente antes de seu primeiro jogo. Eu apenas tive o domingo para treinar. Aí eu tive uma ligação perdida de uma pessoa da WTA e percebi que algo estava acontecendo. O domingo foi difícil pra mim, porque eu tinha que jogar na segunda-feira e eu não sabia se seria permitido que eu jogasse. Foi duro, eu não direi que os últimos dias têm sido fáceis, mas ao entrar em quadra, eu posso jogar o meu jogo e fazer o que normalmente faço", revelou a tenista.

A semifinalista de Wimbledon 2013 ainda foi questionada sobre como teria sido seu contato com o francês Benoit Paire, que testou positivo para COVID-19 no último final de semana e já nesta semana está negativo. O resultado positivo faz com que a organização do US Open isolassem 11 atletas que tiveram contato com o francês, dentre eles a belga.

"Eu tive um contato com Benoit na sexta-feira à noite. Não foi nada demais, eu não sou assim próxima a ele e nem nada. Havia uma pessoa sentada ao lado dele que eu conheço. Então me me juntei a eles por 10 ou 15 minutos, aí saí pois tinha uma massagem. Depois eu voltei e me sentei com eles por meia hora ou algo assim, daí eu fui para o meu quarto", revelou.